GASTRITE COM AZIA, REFLUXO, ANSIEDADE, INSÔNIA, SONO LEVE, ATIVIDADE/INTENSIDADE MENTAL E ETC.

carolina

Conheci o Centro Taoísta há cerca de 2 meses, em uma busca pela internet. Depois de ler praticamente todos os depoimentos de pacientes resolvi marcar uma primeira sessão de acupuntura.

Eu já havia feito acupuntura em 3 momentos da minha vida, cada vez com um profissional diferente. Sempre foi bom, mas nunca vivi uma experiência de transformação e aprendizado como a que tenho vivido agora no Centro Taoísta. Lá eu cheguei em busca de uma alternativa sem remédios para tratar de uma gastrite, com sintomas constantes de azia e refluxo, além de um quadro permanente e antigo de ansiedade, insônia, sono leve e muita atividade/intensidade mental.

Desde a primeira sessão de acupuntura, minha digestão melhorou incrivelmente, eu praticamente não tive mais azia nem refluxo ao longo desses 2 meses. O sono teve uma melhora sensível também. Há noites em que ainda demoro a dormir, mas é visível que as noites em que durmo bem melhoraram muito. Ainda oscilo bastante, e sinto que tenho uma resistência forte no corpo que me impede de ir além.

Choro em muitas sessões, fico angustiada com medo de não melhorar mais, caio novamente nas armadilhas da minha mente e da minha ansiedade. Tenho vivido todo o processo de aprendizado sobre a energia com muita entrega, com muita dor também, porque já compreendi que preciso me desapegar de velhos hábitos, velhas visões do corpo, da saúde, da doença, e realmente não é fácil transformar toda a forma já sedimentada de entender isso. Fomos calcados em uma visão ocidental e alopática da medicina em que somos pacientes passivos, sem responsabilidade por aquilo que nos atinge.

Acho que o que tenho aprendido de mais fundamental nesse processo com o prof. Tsai é que somos de fato responsáveis pelo nosso corpo, por nossa saúde e por nosso processo de cura e adoecimento, e que ser/estar ativo é essencial. A acupuntura também nos deixa visivelmente mais sensíveis e percebemos com grande facilidade como o nosso corpo reage a tudo, mas é preciso que saibamos compreender esses sinais e isso vem somente com o tempo.

Depois das sessões fico muito sensível e com o corpo mais quieto. Aprendi a não exigir dele muita atividade nesse momento. A minha ansiedade é permanentemente confrontada com a concepção não imediatista que o prof. Tsai propõe.

Não é fácil tentar se reorganizar intimamente de forma tão diferente, mas tem sido verdadeiramente transformador.

 

19/05/2017  Carolina Junqueira

E-Mail: carolinajs80@gmail.com

http://www.centrotaoista.com.br

PRÉ-DIABÉTICO, TORNOZELOS INCHADOS, ZUMBIDO, OBESIDADE, GRIPE E ETC.

benedito.JPG

 

Conheci o Prof. Tsai por estar procurando um tratamento alternativo para evitar tomar um monte de remédios que me foram receitados, uma vez que fui diagnosticado como pré-diabético.

Meus tornozelos estavam inchados, se eu andasse dois quarteirões já me sentia muito cansado e tinha um chiado nos ouvidos que nunca passava.

Interessei-me por acupuntura pois tinha alguma informação sobre este tratamento que era recomendado para dores.   Pesquisando na Internet optei pelo Centro Taoísta devido aos depoimentos que li.

Iniciei o tratamento com o Prof. Tsai com duas seções de acupuntura e massagem Tuina, mais conhecida como tortura chinesa por semana, durante um mês.

Lembrando que também mudei bem minha alimentação, reduzindo bastante as frituras, refrigerantes e doces, além de tomar o chá chinês que até hoje não sei do que era.

A partir da terceira seção já senti grande melhora, tanto que comecei a ir a pé até a estação Liberdade do Metrô após as sessões (o Centro Taoísta fica a uns 10 min.do Metrô Vergueiro).

Em seguida continuamos por mais dois meses com uma seção por semana, já não sentia mais dores nas pernas, o inchaço já havia desaparecido e diminui uns 7 kilos. Foi quando o Professor Tsai me convidou para participar da turma de Tai Chi pois segundo me disse o que podia fazer com a acupuntura já havia sido feito e que a partir daí dependeria somente de mim.

Devo confessar que o Tai Chi é realmente eficiente quando seguido com constância pois não há milagre, nossa saúde depende de nossa energia e com o passar do tempo, a medida que vamos envelhecendo o desgaste é muito maior e a recuperação mais demorada.

Tive algumas baixas devido a negligencia, pois quando a gente vai melhorando esquece o que passou e descuida do treinamento, apesar de o Prof. Tsai estar repetindo que não devemos esquecer da constância, mas sempre consegui me recuperar, visto que a partir do início de treinamento do Tai chi, nunca peguei nenhuma gripe e quando aparece um resfriado nunca passa de um ou dois dias sem tomar nenhum remédio.

O último exercício que estamos aperfeiçoando (um dos 37 exercícios do Tai Chi) é o Lou Chee ao Pu, que tem um grau de exigência bem alto do ponto de vista de resistência e qualidade dos movimentos, o que resulta em grande benefício a saúde quando bem elaborado devido aos pontos que são exercitados.

 

 

29/4/2017  Benedito Breve

E-Mail: breve.b@gmail.com

http://www.centrotaoista.com.br

DORES FORTES NO PESCOÇO, GSTRITE, DOR DE CABEÇA, INDISPOSIÇÃO, DOR DE ESTÔMAGO E ETC.

Marcia
Procurei a acupuntura por causa de dores fortes no pescoço e gastrite atacada. Um colega de trabalho então indicou sua clinica e disse algumas pessoas da familia dele ja haviam passado e tiveram ótimos resultados.
Depois já depois do primeiro dia da consulta, sentia um pouco de pressão no pescoço, mas dores não mais. Dores de cabeça, indisposição, dor de estômago, tudo foi ficando muuuuito leve, praticamente não tinha, dois da segunda consulta então não senti no máximo uma dor de cabeça, na virada do tempo e um pressão maior no pescoço.
Ainda doí bastante os pontos que são trabalhados, tanto as “batidas” nos braços e pernas, como as aplicações das agulhas, mas são momentâneos que valem muito a pena. E enquanto tiver condições financeiras para continuar o tratamento vou fazê lo!
Obrigada,
27/04/2017   Marcia Kuahara
E-Mail: mkuahara@gmail.com

FORTE DOR DA CABEÇA, ENXAQUECA, INSÔNIA E ETC.

SilvanaOK

Silvan & Wilson

Somente quem convive com DOR, vai dar atenção a este depoimento…

Sempre convivi com dor de cabeça, constantemente, forte ou fraca… Sempre tomando remédio, até perceber que os remédios não aliviavam. Então, eu não tomava mais o remédio. Aceitava a dor!
Comentava com os médicos, na esperança de um alívio, e não querendo ouvir que eu estava com algo grave! (Que é o que eles dão a entender… Que você quer o diagnóstico de algo sério, pra chamar a atenção!) Mas, nenhum médico dá a devida importância!!! Alguns dão risada! Dizendo que o médico que descobrir a cura pra dor de cabeça vai ficar rico!!!
Em Novembro de 2016, as dores vinham aumentando, a ponto do desespero! Não tenho empregada, tenho duas filhas… Dizem que para enxaqueca você deve deitar em quarto escuro… o que é impossível.
A dor só piorava, estava acordando de madrugada com muita dor desde a testa até a nuca, deitada, dormindo!
Pensava que era coluna… enfim…
Chegou um dia, em que eu já ia me jogar em um pronto socorro e sei lá, me internar…
Meu marido já havia conhecido o Centro Tauista, uns 5 anos antes. Por causa principalmente de sua coluna também, e de outros sintomas… E já estava bravo, pois eu tinha medo de ir…
Decidi, naquele dia desesperador, em que eu não parava de chorar de dor…
Dr. Tony Tsai me atendeu, pediu para repousar o restante daquele dia. Naquela tarde, sentia como se estivesse de ressaca, apenas pesada, cansada. Consegui dormir assim que cheguei em casa, o que é bem difícil… e no dia seguinte: O inacreditável!!! Amanheci SEM DOR!!!
A surpresa é tão grande! a gratidão!… Saí fazendo propaganda aos amigos e familiares… Mas as pessoas relutam um pouco em ouvir sugestões de amigos… Somente quem convive com a dor, entende!
Não deixe o seu estado piorar! A qualidade de vida sem dor, é muito melhor…
Ahhh o Chá dele também é ótimo! Bom, eu sempre gostei de chá.
Meus caros, eu espero ter transmitido minha experiência! Fiquem com Deus!
Atenciosamente,
24/04/2017    Silvana de Melo Gondolfo
37 anos, Casada, 2 filhas, Moradora do bairro de Perdizes.SP

Acupuntura, Tai Chi, Friorenta, insônia,equilíbrio físico e mental, etc.

DSC06850

No primeiro contato com o prof Tsai, apesar de não ter uma perda importante da saúde, sabia que não gozava de um grande vigor físico e nem tinha o equilíbrio emocional que desejava.

Já havia tentado praticar corridas, porém nunca conseguia dar continuidade – aparecia algum problema de saúde que impedia. Agora entendo o porquê. Não era natural. Aprendi que tudo na vida deve ser natural e, na meia idade que me encontro, a perda de energia é maior que na juventude. Devemos, pois aprender a economizar e não desperdiçar energia.

Tenho a convicção de que os exercícios de tai chi e meditação podem proporcionar saúde duradoura, além de ter o “poder de cura” para vários desequilíbrios físicos e emocionais. Para isso, o treino diário é essencial. Nunca mais peguei gripe ou resfriado e quando aparece uma dor aqui ou ali, sinto que a capacidade de recuperação é mais rápida.

Experimentei umas poucas sessões de acupuntura também e observei uma melhoria na qualidade do sono e na circulação periférica (antes, no inverno a sensação de frio era muito intensa).

Poderia continuar com as sessões de acupuntura porém, entendi que com a constância nas aulas de tai chi e meditação e treinos em casa, poderia manter a minha saúde.

Acredito que nesses poucos anos de convívio, o aprendizado tem sido enorme. E, alguns têm sido meus lemas diários, como:

  1. Não ter pressa; tudo no seu devido tempo;
  1. Respeitar o momento do outro, bem como as suas escolhas;
  1. Fortalecer a base, ter um bom alicerce, como as raízes de uma árvore;
  1. Refletir em cada situação indesejada com sinceridade, humildade e bom coração;
  1. Treinar o desapego;
  1. Respeitar e ter gratidão pela mãe natureza;
  1. A constância leva à perfeição, ao verdadeiro.

Os exercícios de tai chi e meditação são um aprimoramento do nosso coração e da nossa alma. E, de fato, muitas pessoas de meu convívio, relatam uma maior tranquilidade e serenidade nas minhas atitudes. Houve uma época que tinha muita pressa e ansiedade para tudo. Agora, bem menos.

Não tenho dúvida que o nosso corpo tem capacidade de cura infinita, mas para isso, teremos que ter merecimento. O professor Tsai compartilha semanalmente os seus conhecimentos, nos ensinando o verdadeiro caminho do TAO. Cabe a nós retribuirmos essa dedicação, esse amor ao próximo, mantendo a constância nos treinos e compartilhando a outros essas experiências e conhecimentos.

Ao professor, expresso a minha profunda gratidão por tantas oportunidades de aprendizado.

 

16/04/2016  Iracema Ioco Kikuchi Umeda

E-Mail: iikumeda@hotmail.com

http://www.centrotaoista.com.br/

RELATO DOS TREINOS DE ENERGIA NA AULAS DE TAI CHI, CHI KUNG, MEDITAÇÃO TAOÍSTA E TAO TE CHING NO CENTRO TAOÍSTA

Katia_OK

Gostaria de compartilhar minha experiência na prática do tai chi. Desde o primeiro contato, senti uma sutileza e uma profundidade que não sabia ao certo explicar. Encontrei algo que me tocou e que me encantou pela simplicidade e suavidade. Esta se revela constantemente nos movimentos, os quais não geram dores ou desgaste. De forma muito suave e gradativa, nos conecta ao nosso eixo interior, à verdade e nos recarrega energeticamente. Aos poucos, minha base foi fortalecendo-se, a saúde ficou mais estável, o sono melhorou, o corpo naturalmente ficou mais hidratado e não há mais eventuais dores de cabeça. Noto a sedimentação das impurezas que carregava, elas estão descendo aos poucos, dando lugar a mais tranquilidade e equilíbrio.

Não tinha conhecimento deste treino de energia. A prática que o prof. Tsai nos ensina vai nos preparando para a conscientização de nossa energia interna e externa. Desta forma vamos aprendendo a lidar com ela, bem como à economiza-la, o que para mim foi muito importante, pois tendo a passar dos limites. Também presto mais atenção nos excessos e nas faltas no dia a dia.

Os benefícios do tai chi, chi kung , meditação taoista e os capítulos do Tao Te Ching, podem ser percebidos assim que se começa. É uma vantagem a prática em casa. A constância diária nos permite cuidar da nossa energia além de crescer um pouquinho a cada dia. Tenho constatado o quanto o abraço da árvore tem ajudado algumas pessoas ao meu redor.

A meditação é detalhadamente guiada pelo Professor e as dúvidas vão sumindo, dando lugar à segurança. Tudo é realizado devagar com suavidade e respeitando o ritmo individual. Difícil descrever a sua importância, pois só passando por este caminho para realmente compreender o seu significado. E este constatei ainda mais quando parei de escrever esse texto devido a uma gripe forte. Adiantei a sessão de acupuntura e pude perceber que o benefício foi imediato. Ajudou muito no desbloqueio energético e na diminuição dos sintomas. No dia seguinte tive uma experiência muito interessante na meditação. No dia em que nada esperava, um realinhamento aconteceu. É na verdadeira entrega que o vazio e o inesperado acontece. A clareza interna ganha nitidez, a verdade brota no coração e mergulha-se no berço dessa energia divina. A gratidão que sinto por essa dádiva é grande.

Os capítulos do Tao Te Ching ajudam não só no treino de energia, mas também se tornou para mim uma bússola nas vivências diárias. Suas palavras ressoam e me levam constantemente a uma reavaliação interna. É possível percebê-lo em Tudo. Nesse processo, a força do ego vai dissolvendo-se dando lugar ao Amor, ao simples, à aceitação, a humildade e ao profundo respeito e gratidão.

Enfim, o Tao é um caminho para o Amor e através deste nos enriquece sutilmente. Quando conectados nos lapidamos interiormente. Nem sempre percebemos a teia tênue e delicada, mas Ela se Manifesta mansamente em Tudo e Todos.

Tenho muito a aprender, mas fico feliz de estar nesse caminho e agradeço muito o Prof. Tsai por nos ensinar com tanto amor e dedicação essa linda missão e lição de vida !!!! Obrigada ao grupo por essa ligação energética na troca de crescimento e obrigada a Huang sempre atenta e delicada!

 

18/03/2016     Kátia Rodriguez Richieri

E-Mail:  katia@richieri.com.br

http://www.centrotaoista.com.br

Relato do Tao Te Ching . Capítulo 79 . Aula de Tai Chi – 20/02/2016

79

O que é ser frágil? fraco? Como identificar o forte? Porque identificamos fraco e forte, qual o motivo dessa comparação? Olhamos superficialmente as coisas, pessoas e concluimos que essa/esse, isto ou aquilo é frágil, fraco. Fazemos um julgamento com base em padrões pré-definidos e não olhamos com detalhes o que está na nossa frente, não tentamos entender o outro, seus motivos, objetivos, seja um objeto, pessoa, animal. Fomos acostumados a estabelecer padrões e não notamos a singularidade de cada um, quando olhamos atentamente, nos colocando no lugar do outro e procurando entender realmente seus pensamentos, motivos, quando falo entender e se colocar no lugar do outro, é olhar o outro com sua forma de pensar, suas características, forma de agir, experiências, temos a mania de “se” colocar no lugar do outro com nossos pensamentos, ações e não entendemos o porque disso ou aquilo, se começarmos a realmente compreender o outro, começamos a compreender a nós mesmo e identificar a verdade do fraco e forte. Afinal novamente pergunto, o que é ser fraco, frágil, forte? Temos a água que julgamos frágil, fraca e ao mesmo tempo ouvimos o ditado: “água mole em pedra dura, tanto bate até que fura”. Forte, fraco, são conceito que inventamos para diferenciar coisas, pessoas, devemos deixa-los de lado e olhar com atenção a situação e tudo o que está envolvido nela, olhar pequenos detalhes, aqueles que muitas vezes não olhamos, evitar padrões, conceitos, julgamentos. Fazendo isso veremos que não há necessidade de identificar forte, fraco, feio, belo, bom, ruim, bem, mal, isso, aquilo e entenderemos que se é assim hoje, pode não ser amanhã e tudo é muda.

 

26/02/2016   Gabriel Mondin

E-Mail: gabrielmondin@outlook.com

http://www.centrotaoista.com.br

————————————————————————–

Relato do Tao Te Ching . Capítulo 79 . Aula de Tai Chi – 20/02/2016

Em situações de conflito brigas e desentendimentos, muitas pessoas tendem a guardar mágoas, rancores e passam a achar que a outra parte está em alguma forma de débito consigo. Elas acham, ao final das contas, que a outra pessoa está lhe devendo algo.

Lao Tsé, no entanto, nos ensina que este tipo de comportamento não está de acordo com o Verdadeiro Tao, O Tao Celestial.

 

Este tipo de conduta leva a pessoa a gerar uma série de desarmonias em vários âmbitos de sua vida. Essas desarmonias, por sua vez, acabam gerando uma série de bloqueios na pessoa, que, por fim, resultam nas consequências físicas que se consolidam nos mais variados tipos de doenças. Tanto físicas quanto psíquicas.

 

Por isso o sábio jamais busca se vingar ou cobrar algo daquele que, de alguma forma, pretendeu ofender ou prejudicá-lo.

 

O sábio deixa as coisas fluírem e de seu ego se desvincula. Portanto, qualquer ofensa ou atitude contra ele tentada, ele já não mais a toma como sendo sua.

 

Assim, se torna indiferente a isso e não busca nenhuma cobrança ou reparação.

 

Lao Tsé, para ilustrar esse ensinamento, compara a uma pessoa que, mesmo tendo um contrato que possa ser executado a seu favor, jamais se faz valer disso para buscar algum tipo de justiça ou cobrar o que supostamente lhe devam. Ele não faz valer o “lado esquerdo” do contrato.

 

E, seguindo assim, jamais pensando em se vingar ou buscar o que lhe fosse devido, as coisas sempre lhe acontecem de forma favorável e natural, sem precisar utilizar-se da ação e agindo sempre pela “não ação”.

 

Já as pessoas que guardam rancores e procuram manipular e agir sem medir as consequências, a fim de resgatar sua suposta justiça, acabam, no final das contas, seguindo o Tao do Homem e sendo as únicas prejudicadas. Geram mais desentendimento, desarmonia e doenças, para si e para os outros.

 

Portanto, o sábio não busca recompensas e compartilha sua virtude para o benefício dos demais irmãos.

 

À luz desse ensinamento, o Professor Tsai comentou que o maior exemplo Taoísta que ele viu em toda sua vida foi o grande mestre Liu Pai Lin (seu mestre), que sempre compartilhou sua virtude com as pessoas e buscou ajudá-las no que precisassem.

 

O Tao do Céu não tem preferências, não racionaliza e nem escolhe um em prejuízo do outro. Ele simplesmente corresponde conforme a pessoa se integra e se sincroniza a ele.

 

O Tao do Céu é justo sem precisar fazer justiça.

 

Sigamos o caminho do Tao tranquilos, “desinteressados” e sem ansiedade.

 

Um dia alcançaremos sua realização.

 

26/02/2016   Paulo Ricardo

E-Mail:  paulobonciani@hotmail.com

http://www.centrotaoista.com.br

————————————————————————–

Capítulo 79

 

Quando tentamos resolver um rancor, seja tentando abafá-lo dentro de nós mesmos ou fazendo acordos racionais com todas as partes envolvidas, sempre restará um pouco de ressentimento. Isso porque, sem o Caminho, o coração assimila o mundo numa dualidade que não se funde: certo e errado, justo e injusto, “eu e os outros”. E se guardarmos rancor dentro de nós, em algum momento ele irá se manifestar, ou em comportamentos agressivos, ou em forma de enfermidades.

O Tao nos ensina que a raiz do rancor está justamente nessa dualidade, porque diante de um problema, a reação será tentar compreender as diferenças para “tomar partido” de algum dos lados, em vez de buscar a concordância, livre do ego.

Através das práticas espirituais podemos dissolver esse ego e manter um coração sem rancores. Assim poderemos agir bem, atuando no mundo de forma equilibrada e de acordo com as Leis da Naturalidade.

Tomar o Sinal Esquerdo significa seguir o perfeito caminho do coração. Quem tem Virtude, se orienta pelo sinal. Quem não tem, se orienta pelo vestígio. O sinal é interior e habita o coração da pessoa. O vestígio é exterior, como um rastro de alguma relação que não conseguiu se sustentar em harmonia. Provavelmente todos nós já tivemos experiências de encontros e desencontros que nos deixaram alguma marca ou alguma pista do que seria uma fusão completa como as águas dos rios ao chegarem no mar. E cabe a nós, praticarmos e seguirmos o Caminho para não mais nos orientarmos por esses vestígios, e sim pelos sinais.

Ao tomar o Sinal Esquerdo, o Homem Sagrado pode ajudar o próximo, porque tem solidez no seu caminho para poder oferecer algo aos demais, sem ego e sem esperar nada em troca, assim como nos contou o Professor Tsai, sobre a bondade do coração de seu Mestre.

O Caminho do Céu não discrimina qualquer existência, e por isso não cria intimidade: Porque age no mundo em abrangência, tolerância e aproximação, sem negligenciar nada e nem ninguém.

 

25/02/2016 Flávia Lucato Castardelli

E-Mail: flavia_lucato@yahoo.com.br

ttp://www.centrotaoista.com.br