FALTA DE ENERGIA, CANSAÇO E FALTA DE DISPOSIÇÃO

DSC01675

Obs.: Depois da minha experiência com Prof. Tsai, trouxe minha mãe para tratar dor de cabeça que faz mais de 8 anos,
com algumas sessões que já houve uma grande melhora…em seguida, trouxe meu pai que começou agora o tratamento.

 

Localizei o Centro Taoísta de Cultivo da Longevidade em uma busca pela internet, vez que gostaria de fazer um tratamento alternativo à medicina convencional.

Sempre senti muita falta de energia, cansaço e falta de disposição para atividades que gostaria de realizar. No entanto, os exames médicos convencionais nunca detectaram quaisquer problemas ou deficiências no organismo.

Diante disso, cheguei a tomar alguns tipos de vitaminas, que, embora apresentassem um efeito inicial, nunca tiveram um efeito satisfatório a longo prazo, perdendo a eficiência com o passar do tempo.

Dessa forma, encontrei alguns sites na internet que ofereciam tratamentos, mas não me interessei. Quando localizei o site do Centro Taoísta, no entanto, me chamou a atenção diversos depoimentos que descrevem casos complexos e muito mais graves que o meu, e demonstram a satisfação pessoal dos pacientes e a eficiência do tratamento.

Interessei-me igualmente, pois verifiquei que se busca um equilíbrio energético integral do indivíduo, bem como tratar as causas das disfunções corporais, e não somente os seus efeitos, como se observa normalmente nos tratamentos medicinais convencionais, que se baseiam na prescrição de remédios, ingeridos, não raramente, por uma vida inteira.

No mesmo dia agendei uma primeira consulta para a manhã do dia seguinte, quando expliquei ao professor Tsai tudo o que sentia, que, por sua vez, me esclareceu que tinha causas em uma deficiência energética, que seria regularizada com o tratamento de acupuntura e mantido posteriormente com a pratica de Tai Chi.

Realizei algumas sessões de acupuntura, e comecei a sentir diferenças em meu organismo. Por exemplo, minhas mãos e pés sempre muito gelados, o que equivocadamente sempre considerei relativamente normal, começaram a apresentar uma temperatura equiparada ao meu corpo. Igualmente, senti uma satisfação e uma paz interior, que demonstram equilíbrio corporal, perdido por vezes em nosso dia-a-dia, proporcionando, assim, maior disposição para atividades realizadas diariamente.

Acredito que, além de um tratamento físico/energético, tudo faz parte de um processo que envolve autoconhecimento e até mesmo uma expansão de consciência. Iniciarei nas próximas semanas a prática do Tai Chi como continuidade do tratamento.

Assim, agradeço ao professor Tsai pela dedicação e orientações, e recomendo às pessoas que passam por sofrimentos e dificuldades relacionadas à saúde.

 

23/02/2017   Douglas Marcera Rey

E-Mail: douglasrey@yahoo.com.br

www.centrotaoista.com.br

 

 

Anúncios

DOR NA COSTA, QUEDA DE CABELO, MENSTRUAÇÃO IRREGULAR, CISTO, GASTRITE AGUDA, CALÁZIO, BRUXISMO, CANSAÇO E ETC.

marcella-02-ok

Foi por sentir dor nas costas que encontrei o Centro Taoísta. Fiz a primeira sessão de acupuntura em abril de 2016, quando estava começando em um novo trabalho. Seria um projeto muito longo, corrido e com muita responsabilidade, então logo previ que poderia ser difícil se eu não me cuidasse. Já tive períodos nos anos anteriores em que só conseguia sair da cama rolando e meu pescoço estava sempre tão tenso que já havia me acostumado com os torcicolos frequentes.

 

A dor nas costas era o ponto mais crítico, mas no meu pacote ainda vinha queda de cabelo (cheguei a ficar com falhas na cabeça e não houve tratamento que funcionasse), menstruação irregular (tenho pequenos cistos), uma gastrite aguda (que foi curada anteriormente), calázios (cheguei a ter 3 ao mesmo tempo) e dentes trincados por causa do bruxismo.

 

Ainda assim eu continuava priorizando o trabalho. Minha família havia passado por alguns problemas e na minha cabeça eu conseguiria resolver tudo sozinha. Então tudo isso foi acumulando em parte por uma vontade de melhorar as coisas em casa, e em parte porque eu gosto muito do que faço. Além do volume grande de trabalho eu inventava mais atividades para fazer, ficando sempre sobrecarregada.

 

Saí da primeira sessão de acupuntura desnorteada. O Professor percebeu uma fraqueza nos meus rins e eu não esperava que a massagem fosse daquele jeito. A aplicação das agulhas foi bem tranquila, só senti uma pressão nos pontos em que foram inseridas. Mas a massagem, gente! Foi como faquinhas entrando nos meus braços e pernas. O Professor me explicou que a dor era sinal de bloqueio e conforme eu fosse melhorando ela passaria. No fim da sessão era como se algo dentro de mim tivesse sido chacoalhado várias vezes. Lembro de ir para o carro depois meio zureta mas bem aliviada. Que misto de sensações!

 

Senti muito sono nos dias seguintes às primeiras sessões. Eu estava acostumada a ir dormir muito tarde. Já teve época em que eu trabalhava de manhã em casa, ia para o trabalho, voltava e continuava trabalhando até de madrugada. Escrevendo isso agora percebo a minha falta de noção. Depois da acupuntura, mesmo se eu quisesse ficar trabalhando até de madrugada eu não conseguia ficar acordada. Meu corpo começava a desligar e eu resolvi não lutar contra o que ele estava dizendo. Dormi muito pelas próximas semanas, tive que reajustar várias atividades por causa do sono que sentia e isso me fez rever minhas prioridades.

 

Quebrar esse ciclo intenso de trabalho/preocupações não foi fácil (e ainda não é) porque é a forma que estou acostumada a viver há muitos anos. Mas aos poucos tenho conseguido diminuir o ritmo e mudar alguns hábitos. Eu ficava esperando o momento ideal: “Quando eu terminar isso, vou descansar”. “Assim que tiver tudo certo, eu posso fazer algo que eu quero”. Coisas assim. Mas a ideia é ir mudando de pouquinho em pouquinho a partir de agora, porque esse momento ideal dificilmente vai chegar um dia. Isso eu comecei a entender melhor com a acupuntura e o Tai Chi.

 

Tanto a acupuntura quanto o Tai Chi não são atividades passivas. Apesar dos benefícios imediatos de uma sessão serem perceptíveis, a melhora real só acontece quando a gente realmente se predispõe a colaborar. Aprender a descansar, se alimentar melhor e a respeitar os limites do corpo é muito importante.

 

No meu caso, eu melhorei bastante em muitos aspectos com a acupuntura. Meu cabelo ficou mais cheio, a menstruação ficou regulada pela primeira vez na vida, os calázios diminuiram. Passei o ano inteiro sem que minhas costas travassem e não tive nenhum torcicolo. A massagem das faquinhas realmente ficou menos dolorosa. Com menos dor no dia a dia, também fui ficando mais disposta. É uma vitória!

 

Mas tiveram momentos em que abusei um pouco e foram nessas horas que eu voltava a sentir alguma dor. É muito interessante como a acupuntura aumenta nossa sensibilidade para perceber as mudanças do corpo e começamos a assumir a responsabilidade sobre elas. É um estado de atenção constante.

 

Comecei 2016 fazendo duas sessões de acupuntura por semana e fui diminuindo. Hoje estou fazendo uma vez por mês e o Tai Chi uma vez por semana. Continuo tomando o chá e me alimentando bem. Eu ainda estou aprendendo a descansar, consciente de que um hábito de quase 10 anos pode demorar para ser mudado. Mas seguindo firme e constante, sei que uma hora eu consigo!

17/01/2017 Marcella Tamayo

E-Mail: marcella.tamayo@gmail.com

Veja meu depoimento de Tai Chi no Centro Taoísta

www.centrotaoista.com.br

problema do fígado, dores lombares, asma, bronquite,emagrecimento, triste, cansada,rinite, pele do rosto aspera e etc.

miriam

Conheci o Centro Taoísta de Cultivo da Longevidade em 2008. Naquela época eu tinha dores lombares e precisava de analgésicos para poder trabalhar (sou dentista). Trabalhava em excesso, e na época tinha acabado de passar por uma perda na família. Além disso, me sentia mal depois de me alimentar, o que indicava ser algum problema no fígado. Após tentativas de tratamento tradicionais sem sucesso, procurei o Centro e comecei o tratamento de acupuntura com o Prof. Tsai. Comecei a sentir melhoras claras logo após a primeira sessão, e fui sentindo diferenças progressivas: as dores diminuíram até que cessaram. Não sentia mais mal estar após a alimentação. E só percebi que não estava bem em outros aspectos quando comecei a sentir melhoras no quadro geral: porque fiquei mais animada, percebi que estava triste e cansada; tinha tendinite, que eu já considerava da profissão, que passei a não apresentar mais; emagreci; minha pele melhorou consideravelmente; a rinite crônica quase sumiu; tenho asma desde pequena, e as crises passaram a ficar mais espaçadas até rarearem (considerando o tempo em que passei no Centro entre acupuntura e treino de tai-chi).
Logo após as primeiras sessões de acupuntura comecei a praticar o tai-chi por orientação do professor, a fim de ajudar a manter esse estado de melhoria. Desde a primeira aula até hoje venho praticando diariamente, sem falta. (embora a qualidade de cada prática tenha variado conforme o dia).
De 2014 até o fim de 2015 parei com os treinos em turma, ficando somente com os diários em casa, pois não podia mais comparecer no horário, aos sábados de manhã. Por conta disso percebi o quanto o treino orientado, em grupo, é importante. Não só o estímulo, natural de um treino em grupo, quanto a sintonia energética são fatores essenciais para quem, como eu, não consegue se firmar num estado de equilíbrio sozinha. A qualidade do meu treino individual caiu, ficou muito mais difícil, quase sofrido. Junto a isso, tive problemas pessoais que me abalaram emocionalmente (um após o outro, meus dois cachorros adoeceram, sofreram por meses e morreram; e problemas de saúde na família). Tudo isso me fez progressivamente voltar a um estado que não dá pra considerar como saudável. Novamente dores nas costas, tristeza e desânimo, asma, problema de pele, rinite, engordei. E ganhei um extra: dificuldade de andar.
Fiquei feliz pela possibilidade de voltar a praticar o tai-chi, agora num novo horário, e já senti enorme diferença desde a primeira aula. Me lembro do professor dizer que pode acontecer uma pequena piora antes da melhora aparecer e posso dizer: levei o maior baque após essa aula depois de tanto tempo. E uma melhora sensível logo após. Voltei a fazer acupuntura e estou muito bem, mas percebo o peso da idade. Conforme envelhecemos temos mesmo mais dificuldade de melhorar e manter esse estado.
Estou novamente na luta pra pelo menos voltar àquele estado em que me considerava relativamente bem, e tentar dessa vez subir aos poucos os meus degraus rumo ao equilíbrio. Agradeço ao professor Tsai por novamente estar nesse caminho, e à professora Flávia, que tem ajudado tanto nesse processo. Espero, de coração, que esse depoimento possa ajudar a outros que buscam a melhoria para si.

16/01/2017    Miriam Iwamoto

E-Mail: miriamiw@yahoo.com

Site: http://www.centrotaoista.com.br

GASTRITE, PSORÍASE, ÚTERO, OVÁRIO E AMÍGDALAS AUMENTADOS, MENSTRUAÇÃO IRREGULAR, DEPRESSÃO, ANSIEDADE, ASSUSTO FACILMENTE, CHORO FÁCIL, SUOR EXCESSIVO, CALVÍCIE, CANSAÇO EXTREMO, MÃOS E PÉS FRIOS, TENSÃO, MÃOS E LÁBIOS PÁLIDOS, INSÔNIA, NERVOSISMO

reginaok

Os problemas de saúde que tenho são: gastrite, psoríase, útero, ovário e amígdalas aumentados, menstruação irregular, depressão, ansiedade, assusto facilmente, choro fácil, suor excessivo, calvície, cansaço extremo, mãos e pés frios, tensão, mãos e lábios pálidos, insônia, nervosismo.

Tenho gastrite a 38 anos nunca consegui me alimentar direito tudo que comia me fazia mal era como se a comida ficasse parada no estômago, nesse tempo todo utilizei todos os medicamentos prescritos pelos médicos para bloquear  a produção de ácido no estômago mas nenhum medicamento surtiu efeito. Utilizei ervas conhecidas para problemas no estômago e a homeopatia que também não surtiram efeito.

Com relação a psoríase que tenho na nuca e dentro dos 2 ouvidos passei todas as pomadas de corticóides existentes em todas as potências, comprei pomada importada, fiz compressas com ervas, argila, fototerapia e nada surtia efeito é como não houvesse passado nada.

Já para a queda de cabelo excessiva que pode ser chamada de calvície utilizei shampoos, ervas e loções e nada melhorou.

Para os problemas menstruais tomei vários anticoncepcionais por 10 anos que acabaram me dando efeitos colaterais como dores de cabeça e surgimento de espinhas e por esses motivos parei de tomá-los.

Quanto a insônia, depressão e  ansiedade tomei medicamentos prescritos pelo psiquiatra e não encontrei melhora nos sintomas e como efeito colateral foi o aumento de peso e inchaço então parei de tomá-los.

Nesse tempo todo passei por cerca de 5 profissionais de acupuntura e fiz ao todo mais ou menos 59 sessões de acupuntura sem resultado algum me senti mais uma vez frustrada.

Resolvi tentar mais uma vez a acupuntura e procurei por acupunturistas no Google e resolvi marcar uma consulta com o Prof. Tsai.

Na primeira consulta com o Professor Tsai ele me disse ” Se eu estou falando que seus problemas de saúde vão melhorar é por que vão melhorar.” Isso me passou uma motivação pois senti que ele sabia e tinha confiança total no tratamento. Por isso deixei meu tratamento nas mãos dele é só confiar e seguir o que ele fala.

Estou na 8ª sessão de acupuntura e tenho visto ótimos resultados, a psoríase está cada dia mais clareando a vermelhidão, a pele está afinando pois era grossa e áspera. Quanto a gastrite há dias que sinto fome coisa que eu nem sabia mais o que era, alguns alimentos já não me fazem mal quando como. Quanto a insônia tem dias que durmo e só acordo com o despertador. Com relação a queda de cabelo, o cabelo continua caindo mas a queda diminuiu. Ansiedade, depressão e nervosismo diminuíram. O cansaço diminuiu já consigo fazer atividades que antes não conseguia.

Sei que tudo que estou passando faz parte de um processo e a cada dia que passa só aparece boas melhoras. E o melhor de tudo não há efeito colateral nenhum. No dia 03/01/2017 fiz minha primeira aula de Tai Chi nesse dia sai com um bem-estar, sei que preciso aprimorar e muito as posturas, pois estou investindo na minha saúde.

A única coisa que me arrependo é não ter conhecido o Prof. Tsai antes, pois vivia uma vida de sofrimento com essas doenças. Relatei o que vivenciei espero ter passado confiança para as pessoas que se encontram na minha situação de sofrimento com doenças que nem eu possam pararem de sofrer.

Atenciosamente

06/01/2017     Regina Avila Martines

E-Mail: regina.martines@hotmail.com

http://www.centrotaoista.com.br

INTESTINO PRESO, INSÔNIA, MÁ DIGESTÃO, DESEQUILÍBRIO HORMONAL, ACNE, FRAQUEZA, CANSAÇO, DORES DE CABEÇA, DESÂNIMO, TRISTEZA, PENSAMENTO NEGATIVO, DOR NAS COSTAS, PÉS E CORPO FRIOS, MENSTRUAÇÃO IRREGULAR E ETC.

beatriz_ok
Sou muito grata aos ensinamentos do Professor Tsai.  Os treinos de energia e a meditação se tornaram partes fundamentais do meu dia. Junto com a acupuntura, estes me deram sustentação para me libertar e curar.
A vida me encaminhou ao Prof. Tsai no momento em que mais estive mal. Tinha intestino preso, insônia, má digestão e desequilíbrios hormonais( isto por tomar remédios muito fortes para acne) e, por isso, não menstruei por quase um ano, extremamente magra, fraqueza, cansaço, dores de cabeça, desânimo, tristeza, pensamentos ruins, confusos e repetitivos, chorava quase todo o dia, muita dor nas costas e postura errada, pés e corpo muito frios…
Até que comecei a fazer acupuntura e a postura da árvore. A primeira diferença que notei foi que meu intestino  (o qual antes só funcionava a base de laxantes) passou a funcionar como um relógio. E, também, durante e após as sessões de acupuntura, eu sentia um relaxamento muito grande e um certo esvaziamento da minha mente, os quais foram ficando cada vez mais duradouros. Meu sono também mudou muito: passou a ser tranquilo, profundo e longo ( também passei a cair no sono muito mais facilmente).
Com o tempo e paciência, a verdade brotou em mim, e passei a ver certas situações com mais clareza. Comecei a entender  cada vez mais a importância de simplesmente  entregar e deixar que as coisas aconteçam e se harmonizem com a natureza. Encontrei o amor, o perdão e a gratidão em mim. Aprendi a reconhecer e não entrar na energia do outro, a economizar e cuidar da minha própria energia, o que para mim foi extremamente importante. Passei a entrar em contato com a minha essência, e percebi o quanto eu merecia ser feliz.
A partir daí, minha prática se tornou constante e cada vez mais profunda. E os benefícios são cada vez maiores. Com esse realinhamento energético, encontrei meu eixo interior e, consequentemente, minha postura se alinhou também e minhas dores nas costas sumiram ( ou, se um bloqueio aparece, hoje já consigo rapidamente desbloqueá-lo). Meus pés e corpo se tornaram mais quentes e meu peso voltou ao ideal. Voltei recentemente a menstruar e, pela primeira vez, meus ciclos foram regulados e a perda de sangue e os incômodos da menstruação não foram tão grandes. Minha pele tem se mantido boa sem a necessidade de remédios. Não tenho mais dores de cabeça ( ou, se uma ameaça, rapidamente já coloco o peso para baixo e passa).
Sinto minha base se fortalecer cada vez mais e uma conexão cada vez mais profunda. Toda a tristeza que eu sentia antes foi embora. Minha mente se libertou das idéias repetitivas e todos os dias eu a preencho com pensamentos positivos e luz. Faz meses que não sinto vontade de chorar. Voltei a rir de verdade. Não me sinto mais stressada, e sim calma, descansada, com animo  e com as idéias claras e limpas. Isso porque, ao suavemente recolher e, assim, retornar ao meu interior, passei a entrar em contato com essa energia indescritível e eterna, atuante dentro e fora de mim, e lá encontrei a paz.
 Enfim, nunca me senti tão bem e reconheço o quão preciosas são as lições que aprendi com as experiências que passei.
Os ensinamentos do Tao  (repassados pela minha mãe) passaram a me orientar nas vivências diárias. A importância de encontrar o caminho do meio, da flexibilidade, constância, humildade, entrega, suavidade e simplicidade me fazem diariamente repensar minhas atitudes e trabalhar para minha melhora interior.
Esse contato que tenho tido com a acupuntura, os ensinamentos do Tao, os treinos de energia  (Tai Chi, Chi Kung  e Tui Sou ), a prática da meditação taoista e medicina tradicional chinesa me revelaram meu caminho.
Sei que estou apenas no começo. E que ainda não aprendi nem um milésimo do que tenho a aprender. Mas também sei, com o meu coração, que seguirei o Tao por toda minha vida.
 
 
 
16/09/2016  Bheatriz Rodriguez Richieri
Intestino preso, insônia, má digestão, desquilíbrio hormonal, acne, fraqueza, cansaço, dores de cabeça, desânimo, triteza, pensamento negativo, dor nas costas, pés e corpo frios, menstruação irregular e etc.

CÂNCER DE PRÓSTATA, DOR NO OMBRO, DESÂNIMO, CANSAÇO, SENTIR MUITO FRIO CONSTANTEMENTE, IMUNOLÓGICO BAIXO E ETC.

frio_edited

 

Em 2012 fiz cirurgia de câncer de próstata ( Gleason 7), em 2015 teve recidiva e fiz Radioterapia (36 sessões). Atualmente venho acompanhando com Urologista e Oncologista. Por referência de uma colega, que teve ótimos resultados com a aplicação de acupuntura com o Prof. Tsai
( dor no ombro esquerdo + limitação funcional), procurei a consulta com ele e venho recebendo o tratamento há aproximadamente 2 meses, associado a prática de tai chi. E a experiência e que me sinto bem de um modo geral: na disposição do animo, na energia no dia a dia.
Lembro que nas primeiras sessões eu tinha que agasalhar-me com uma manta devido ao frio que sentia; essa sensação paulatinamente foi desaparecendo. E tenho a percepção que vou chegar a um equilíbrio geral, principalmente imunológico

Sou grato ao Prof. Tsai

19/08/2016  F.M.J.M.

EMIAL:fmjm8@hotmail.com

http://www.centrotaoista.com.br

 

 

PROBLEMA DE PRÓSTATA, ELEVAÇÃO DO PSA, INSÔNIA, CANSAÇO, ANSIEDADE E ETC.

PSA

Em meados de outubro de 2015, após exames médicos, check up anual, houve suspeitas que tivesse sério problema em minha próstata, pois havia uma progressão nos índices de PSA, ou seja de 5,30 em 2014 para 6,83 em 2015.

Em vista dessa elevação do PSA o medico sugeriu que fizesse um exame de Ultrassonografia com Biópsia, isto me assustou pois amigos já tinham feito e me relataram como esse exame é incomodo e assustador, pois dependendo do resultado o tratamento é muito severo.

Em conversa com o Prof. Tsai, ele percebeu a minha preocupação e me tranquilizou, disse que minha energia estava baixa e pediu que marcasse algumas sessões de acupuntura e também continuasse com os treinos de Tai Chi.

Passados mais ou menos 45 dias, ao fazer os exames preparatórios para a realização da Ultrassonografia, qual não foi a minha surpresa ao constatar que o índice do PSA tinha caído para 4,69.  Em conversa com o meu médico ele disse que dependendo do dia do exame pode sim haver alguma alteração, mas que como o exame já estava marcado que seria bom que eu o fizesse pois desta forma dirimiria qualquer dúvidas a respeito.

 

Em janeiro deste ano fiz a Ultrassonografia e os resultados foram todos normais e sem necessidade de qualquer tratamento.  Acredito seriamente que as sessões de acupuntura e os treinos de Tai Chi colaboraram para isso.

Quero agradecer ao Prof. Tsai pela atenção e paciência que teve comigo nesse tempo todo pois sem a sua ajuda e dedicação não teria ido tão confiante fazer os exames.

 

23/02/2016  LUIZ NANAO IKEDA

E-Mail: luiznanao@gmail.com

Ver outros depoimentos:

http://www.centrotaoista.com.br/depoimentos-acupuntura

 

DSC06753