DORES NAS COSTAS, BRAÇO DESLOCADO, PESCOÇO, JOELHOS, RINITE, OLHOS IRRITADOS, ESTRESSE, UM CANSAÇO CONSTANTE E UMA CIRURGIA DE HERNIA INGNAL E ETC.

OSWALDO

Cheguei ao Prof. Tsai por pesquisa na Internet,  a forma simples e clara como estão apresentados os seus trabalhos, o depoimento de diversos outros pacientes no site me conduziram ao Centro Taoista de Cultivo da Longevidade até mesmo esta denominação também achei interessante e me atraiu.

 

Mas o que me motivou a pesquisa foi justamente a busca  de uma solução para uma serie de pequenos  problemas de saúde,  dores nas costas, braço direito meio deslocado, pescoço, joelhos, rinite, olhos irritados, um cansaço constante e uma cirurgia de hernia ingnal agendada que juntos ao estresse do dia a dia estão me prejudicando, diminuindo o meu desempenho pessoal, a minha concentração reduzindo muito a minha qualidade de vida diária. 

 

Um ou dois dias após a primeira sessão de acunpuntura já notei uma diferença na minha condição geral, não é uma melhora especifica de um dos problemas citados, pois ainda continuo com algumas das dores e incômodos,  mas a melhora apresentada foi  do conjunto pessoal como um todo, a melhora da energia, da disposição.

 

Estou agora na terceira semana de tratamento,  indo para a sexta sessão de acunpuntura e a sensação de melhoria principalmente da energia geral é cada vez mais acentuada e consequentemente alguns sintomas também melhorando, claro a hérnia será corrida com cirurgia, mas a condição de ir para esta cirurgia hoje é muito melhor do que a poucos dias atrás.

 

Tenho somente conhecimentos superficiais sobre a medicina Chinesa e sobre o Taichi,  mas me agrada  a visão holística, o enfoque na energia vital, e a maneira diferente de enxergar e conduzir a vida cotidiana. 

 

Não somente pelas boas palavras do Prof. Tsai que de forma clara e objetiva sempre procuram auxiliar no tratamento com seus conselhos e observações certeiras,  tenho procurado me aproximar do conhecimento e forma de vida Taoista, mas também por que os resultados como sempre afirmou o Prof. Tsai são reais e sensíveis.

 

Entendo que ainda falta muito, aprendizado longo, estou somente no começo, mas tudo sempre se inicia pelo primeiro passo,  e pelos bons resultados deste princípio vale o empenho nas mudanças. 

 

Pessoalmente não gosto de depoimentos, pois estes obviamente trazem dentro um pré julgamento, fato que não gosto e não me acho no direito de julgar principalmente em situações em que se envolve saúde e vida,  mas aqui achei necessario e oportuno externar a melhoria geral da minha condição em tão pouco tempo, com um tratamento simples, eficiente e até onde entendo sem contra indicações.

 

27/03/2014  Osvaldo Policarpo Junior

E-Mail:  osvaldo@floraliz.com.br

Ver outros depoimentos:

http://www.centrotaoista.com.br/depoimentos-acupuntura

 

Anúncios

Relato sobre Capítulo 15 do Tao Te Ching – Aula de Tai Chi no dia 22/03/2014

第15章-2兮若冬涉川

Capítulo 15 

Tao Te Ching

Nesse capítulo, Lao-Tsé descreve – com profunda sabedoria e poesia – a conduta do seguidor do Tao. O paralelo entre a prática do tai chi chuan, o treino de energia e a meditação é claro, embora sutil. Muitas vezes é difícil captar o real significado com a nossa mente racional. O Tao, em sua essência, não pode ser explicado com palavras.

 

No início, o autor descreve o ato de atravessar um rio congelado com sutileza, calculando cada passo; caminhando de maneira alerta, mas serena. Ele é “aberto”, como um vale. Prossegue dizendo que mesmo em meio à água turva, o praticante se mantém intacto, cristalino em sua tranquilidade interior.

Professor Tsai lembrou, durante a aula, que muitas traduções do Tao Te Ching não chegaram nem perto do real significado da obra de Lao-Tsé. Não há nenhuma visão do texto, publicada, que atente para o que realmente Lao-Tsé se referia: a essência inclassificável do Tao, ao treino de energia, ao tai chi chuan e à importância de se manter tranquilo diante da vida – bons e maus momentos são parte do Tao, assim como yin e yang em seu eterno alternar. Ambos devem ser encarados com a mesma tranquilidade; devemos nos manter cristalinos mesmo quando imersos em águas turvas.

 

25/03/2014   Betânia da Silva Lins

E-Mail: betania.lins@printeccomunicacao.com.br

*Texto elaborado pela aluna: Betânia da Silva Lins

_____________________________________________________________________

Bem, quando o texto fala em cautela ,tranquilidade mesmo diante de águas turvas, fica muito difícil para nós praticantes ocidentais entendermos, pois na nossa sociedade este tipo de reação é interpretado erroneamente como frieza ,passividade e até fraqueza. Só quando praticamos o Tai Chi e sentimos os benefícios que a prática nos traz, começamos, vejam ,bem ,começamos a entender que encarar os acontecimentos com tranquilidade e agir com cautela diante deles é o que nos faz viver mais sabiamente e com saúde. Este capítulo nos ensina a pensar ,refletir antes de fazermos algo. Sem afobação ,com cautela. Só assim termos uma vida interior cristalina, mesmo em águas turvas.

 26/03/2014   Lilian Garcia Tasaki

E-Mail: lilian.tasaki@terra.com.br

*Texto elaborado pela aluna: Lilian Garcia Tasaki

 

HERNIA DE DISCO ,DOR LOMBAR, CIATICO INFLAMADO

DSC04117

DEPOIS DE MUITAS DORES, 4 DIAS DE INTERNÇÃO,MUITOS E MUITOS DIAGNOSTICOS,MUITOS E MUITOS REMEDIOS,MUITA FISIOTERAPIA, RESOLVI PROCURAR ALTERNATIVA PARA MINHA DOR.

ELABOREI UMA PESQUISA REFINADA ONDE ENCONTREI O PROF TSAI. NÃO CONHECIA ACUPUNTURA,FOI O QUE RESOLVEU.

lOGO NA 1° APLICAÇÃO HOUVE TAMANHA MELHORA NÃO SÓ NA PARTE FISICA COMO NA AUTO ESTIMA PARA AS TAREFAS DIARIAS.

SEGUINDO SEUS ENSINAMENTOS MINHA DOR FOI INDO EMBORA DEPOIS DE CADA APLICAÇÃO

SINTO QUE A ENERGIA DO MEU CORPO SE RESTAUROU.

MEUS MAIS SINCEROS AGRADECIMENTOS AO PROF TSAI

RECOMENDO !

25/03/2014  Andre Gatti

E-Mail: zzgattii@hotmail.com

Ver outros depoimentos:

http://www.centrotaoista.com.br/depoimentos-acupuntura

DORES NO JOELHO, DISTENSÃO, ENCHAÇO NAS PERNAS, FALTA DE DISPOSIÇÃO, ANSIEDADE, INSÔNIA E ETC.

Marcela
Há cerca de dois meses machuquei o joelho praticando atividades físicas, fui ao pronto socorro e fui atendida por um ortopedista, que examinou, tirou raio-x e afirmou que se tratava de uma distensão, ele me recomendou que aplicasse gelo no local, tomasse um antinflamatório, segui as recomendações mas não apresentei grandes melhoras, o inchaço persistia e a dor também. Um mês após o ocorrido fui ao hospital novamente e me consultei com outro ortopedista, o diagnóstico foi o mesmo e as recomendações idem, também não apresentei melhoras.
Durante uma conversa, um amigo me recomendou que fizesse acupuntura e me indicou o professor Tsai, com quem ele havia se tratado anteriormente e obteve bons resultados, agendei uma consulta e iniciei um tratamento, estou na quarta sessão (são duas por semana), já consigo caminhar e fazer alguns movimentos sem sentir dores, o joelho já desinchou bastante. Sigo apenas as recomendações do prof Tsai, não coloco gelo no local, procuro não beber gelados e nem forçar a perna que está machucada, também estou tomando o chá que ele me recomendou e me sinto mais disposta e um pouco menos ansiosa. Sei que é um tratamento a longo prazo, meu joelho ainda não está cem por cento, mas fico feliz por ter tido bons resultados em um prazo tão curto (duas semanas).
Obrigado!
20/03/2014  Marcela Haga
Obs.: Clique o link abaixo para ver o depoimento do Rafael Moralez, quem fez a indicação para Marcela:

Relato sobre Capítulo 14 do Tao Te Ching – Aula de Tai Chi no dia 15/03/2014

Este capítulo descreve o Princípio do Tao:tao03
Olhe e não poderá enxergar.
Escute mas, não conseguirá ouvir.
Pegue e não poderá segurar.
Estes 3 princípios do TAO são incontestáveis.
Não possui definição e forma porque o formaro é “todas as formas”.
O Tao é sutil, invisível e indivisível
A parte de cima não é clara
A parte de baixo não é escura
Quando se aproxima não há início
Quando seguir, não existe fim.
e sempre retorna para o Nada.
Sinta e seja o Tao.
Começando a perceber de onde você veio (sua origem, sua essência!)

Depoimento: RECUPERAÇÃO PÓS PARTO, ALERGIA, DERMATITE, DORES NO BRAÇO, DORES NAS COSTAS, DOR NA GARGANTA E ETC

DSC04109

Conheço o professor Tsai há quase 10 anos, no início, não pela acunpuntura ou pelo Tai Chi, mas sim pelas aulas de mandarim.

Comecei a fazer acunpuntura mais somente três anos depois de conhecê-lo, quando nasceu o meu filho mais velho. Faço desde então sessões semanais até hoje e não parei mais.

Tenho vários relatos para contar: tive três filhos e após todos os partos (todos cesáreas) fiz sessões de acunpuntura (duas vezes por semana) para me recuperar mais rapidamente, já que a mesma não tem contra indicações, e posso dizer que tanto energeticamente, quanto em termos de peso, retornei ao meu peso normal em 2 meses após cada um dos partos;  após o segundo parto tive uma crise de alergia / dermatite, fui a vários médicos, fiz exames, e  a dermatite não passava, ao contrário, só aumentava. Passava cremes, e nada; em duas ou três sessões de acunpuntura a alergia sumiu e nunca mais retornou; tive também dores no braço, ou nas costas, nas quais tentei terapias como o shiatsu, mas não funcionaram e em uma ou duas sessões de acunpuntura a dor sumiu e não tive mais o mesmo problema. Na semana passada mesmo tive dor na garganta, contei para Prof. Tsai, em 2 sessões basicamente já resolveu o problema…são muitos casos que às vezes a gente acaba se esquecendo.

Como faço acunpuntura há muito tempo e com frequência regular, raramente sinto muitas dores durante a sessão e sei que esta não é uma realidade para todas as pessoas.  No entanto, o meus conselhos são: primeiro, não desistam. O resultado pode não ser rápido, mas ele vai surgir. Segundo: acreditem e sigam as recomendações do professor.  Acho que se a pessoa não acredita, não importa qual seja o treinamento, acunpuntura, homeopático ou alopático, não funcionará. Terceiro: façam as sessões preventivamente. Não esperem sentir alguma dor para ir às sessões. Já faço as sessões há sete anos, sempre uma vez por semana, sem faltar. E não faço porque sinto dores, mas sim porque acredito que se fizermos uma manutenção preventiva, a probabilidade de termos algum problema de ordem maior no futuro, será menor. E quarto (este, eu mesma preciso recomeçar em algum momento no futuro): façam as aulas de tai chi e pratiquem. Fiz durante algum tempo, mas como tenho três filhos pequenos, além de trabalhar, a rotina é mais complicada, mas pretendo voltar quando os meninos crescerem mais.

Obrigada professor pelo excelente trabalho que realiza, não somente na acunpuntura, mas também nas aulas de mandarim e de tai-chi!

12/03/2014  Simone Galvao

E-Mail:  syugalvao@gmail.com

Ver outros depoimentos:

http://www.centrotaoista.com.br/depoimentos-acupuntura

Relato sobre Capítulo 13 do Tao Te Ching – Aula de Tai Chi no dia 08/03/2014

Capítulo 13 do Tao Te Ching

tao01
Este capítulo trata da promoção e rebaixamento.
Tanto a promoção como o rebaixamento, ao receber, causa susto (angústia e estresse).
A promoção é pior, pois primeiro leva um susto pelo reconhecimento recebido, e depois passa pela angústia de ter de manter essa posição, e pela expectativa de rebaixamento.
Quanto ao rebaixamento, ao ser rebaixado leva um susto ao constatar que não tem prestígio, e depois passa pela angústia de continuar nessa situação, e não ser promovido futuramente.
Nós sofremos susto ( angústia e estresse) porque possuímos corpo (ego).
Porisso, para não sofrermos nessas situações de susto, devemos encarar as coisas com serenidade e naturalidade, e não ter apego às questões que dão origem à promoção e rebaixamento.

O professor Tsai lembrou que o ser  humano, ao ser concebido, é um ser plenamente sereno, pois, alma e corpo estão juntos e em harmonia, porém, ao cortar o cordão umbelical e dar a palmadinha no bebê, abrimos o olho, respiramos, passamos para o estado de energia pós natal, e nunca mais seremos o mesmo, daí passamos vida inteira dedicando para voltar a nossa energia para a energia pré-natal.
O treino e prática constante de Tai Chi e Meditação tem por objetivo mantermos sempre sereno e com saúde.

Kinjiro Sekiguchi

E-Mail: kinjiro2003@globo.com

*Texto elaborado pela aluno: Kinjiro Sekiguchi