Relato do Tao Te Ching . Capítulo 72 . Aula de Tai Chi – 28/11/2015

 

352d2695ad178863772ff0a916225b0f

Relato do Tao Te Ching . Capítulo 72 . Aula de Tai Chi – 28/11/2015
 
Temendo a repressão
 
Quando o povo não mais teme a repressão nem as mentiras do governo, isso é sinal de que uma grande revolta pode vai ocorrer. (Temos vários exemplos disso ao redor do mundo: revolução francesa e primavera árabe, mais recentemente)
 
O povo deixa de respeitar e temer o governo sempre que este o reprime, o explora e o acaba impedindo de sobreviver dignamente por meio do seu trabalho.
 
O praticante do Tao, no entanto, sabe o que precisa ser feito, sem chamar a atenção nem tomar atitudes chamativas, como protestos, manifestações ou grandes demonstrações.
 
O praticante do Tao segue seu caminho, fazendo sua prática, pois sabe que, ao final, sempre o tirano acaba perecendo.
 
Sempre o que subjuga tende a ser exaurido, ao final.
 
Isso ocorre porque, conforme o Tao nos ensina, tudo aquilo que está em desconformidade com as leis naturais e universais, ou seja, em desconformidade com o caminho do Tao, tende a naturalmente perecer. Cedo ou tarde.
 
Portanto, diante de uma situação de opressão e exploração governo, o praticante do Tao não perde seu foco nem gasta sua energia, ele apenas aguarda a lei universal (do Tao) se manifestar, levando ao perecimento espontâneo aquilo ou aquele que esteja em desacordo com o ritmo e vibração da natureza.

12/12/2015   Paulo Ricardo

E-Mail:  paulobonciani@hotmail.com

http://www.centrotaoista.com.br

_____________________________________________________

O capitulo 72 nos esclarece que um governo que não assegura condições básicas de sobrevivência ( moradia, trabalho, comida,água , etc…) e gera repressão terá como resultado essa própria energia de volta.  O povo, revoltado com as situações que lhe são impostas, perderá o medo e se movimentará com expansão, gerando mais tensões e pressão para com  o governo. Mas o praticante de Tao, que ” sabe de si”, sabe o que tem que fazer e, de forma simples e humilde, deixa que tudo siga naturalmente. Busca o retorno à sua raiz, se conecta e se fortalece.

 

 

Nesta aula, professor Tsai, nos falou da relação  ” doença/ problema “, como se fossem uma única palavra e expressassem a mesma coisa  : o não saber.  Ele também nos alerta  à mudança de energia, a qual pode indicar que não estamos corretamente conectados.

 

A reflexão destas palavras nos leva a manter levemente a atenção e a consciência na forma de conduzir a nossa vida. O texto diz: ” saber de si “, é abrir os olhos para nós mesmos , compreendendo a nossa natureza, como funciona e como lidamos com ela. Como o próprio texto diz: fazer o que tem que ser feito. Percebemos então quão importante é a constância no uso de todas as ferramentas que pouco a pouco assimilamos em suas aulas.

 

” O não saber ” nos mostra o quanto ainda temos a aprender e parece que por vezes estamos adormecidos para com nossos próprios processos. Soltar os velhos padrões e hábitos, reconhecer nossos limites, discernir o que nos faz bem ou mal, como também perceber uma mudança de temperatura, de humor, cansaço ou qualquer outro sinal pode nos ajudar a sentir uma mudança sutil de energia, a tempo de corrigir e conectar, voltando assim para o caminho da evolução.

 

Enfim, a raiz bem alimentada e regada constantemente não é derrubada nem com o forte balanço, seja da repressão, como o texto refere-se, ou qualquer outra tempestade.

Cuidar da energia divina equilibra, acalma e  nos protege.

 

02/12/2015   Katia Rodriguez Richieri

E-Mail: katia@richieri.com.br

http://www.centrotaoista.com.br

_____________________________________________________

 

Quando o povo não pode mais aguentar

e chega ao seu limite, haverá revolta.

 

Quando o povo sente que não há mais nada a perder,

pois se vê sem saída, sem trabalho, sem perspectiva…

… ele se revoltará como resultado desta situação.

 

Se o governo agir pressionando o povo,

a contraparte ocorrerá da mesma forma e medida.

 

Não se deve tirar do povo suas condições de vida,

nem pressioná-lo além de seu limite,

pois se o fardo não for demasiado pesado,

o povo seguirá seu caminho e fará a sua parte naturalmente.

 

O sábio faz o que precisa ser feito,

Mas não se vangloria, pois sabe que a jornada não é fora,

mas sim dentro, junto à unidade divina.

 

30/11/2015  Gustavo Tanaka

E-Mail:  gustavo.tanaka@gmail.com

http://www.centrotaoista.com.br

 

Anúncios

Relato do Tao Te Ching . Capítulo 71 . Aula de Tai Chi – 14/11/2015

Laotzu-with-disciple

Capítulo 71

 

Como lidar com os nossos defeitos

 

Reconhecer a própria ignorância é ter a convicção que não sabemos de tudo. Mais do que isso…é levar o autoconhecimento a um estágio elevado, reconhecendo as próprias fragilidades de entendimento. Professor Tsai acrescenta que “não saber (ignorar) o que não sabe, pode gerar problemas de saúde”. É muito perigoso – diz o professor – achar que sabemos quando, na verdade, o conhecimento que temos é limitado. A honestidade de reconhecer a limitação de conhecimento é essencial para o treino de energia. Somente quando reconhecemos os nossos defeitos (limitações), podemos combatê-los com eficiência.

 

Os santos – registra o capítulo – têm a coragem de reconhecer os próprios defeitos. Por isso, reconhecem também a grandeza do TAO. Uma forma de melhorar, de crescer é exatamente corrigir os defeitos detectados  e reconhecidos. A porta de entrada do TAO para o praticante é essa coragem de ser humilde.

 

22/01/2016 Betânia da Silva Lins

E-Mail: betania.lins@printeccomunicacao.com.br

*Texto elaborado por aluna:Betânia da Silva Lins

http://www.centrotaoista.com.br

 

 

______________________________________________________

“Sem doenças, problemas ou defeitos”

 

Saber que não se sabe, reconhecer aquilo que não se conhece ou estar consciente de sua ignorância é uma virtude.

 

Ao contrário, a falta de consciência sobre a própria ignorância é como uma doença. É algo negativo, ruim.

 

Portanto, quando reconhecemos nossa ignorância, nossos defeitos e nossas deficiências é algo positivo, porque nos dá a oportunidade de corrigí-los, ao passo que quando não estamos conscientes de nossos defeitos não temos como corrigí-los.

 

O sábio/praticante do Tao elimina seus defeitos e caminha rumo à perfeição, porque reconhece seus defeitos, os corrige e os elimina.

 

Praticar os exercícios de forma correta, seguindo as instruções com atenção e dedicação, além da compreensão correta dos ensinamentos de Lao Tsé, permite ao praticante se harmonizar com a natureza e com o universo em si, contribuindo com o despertar de sua sabedoria interior e de sua consciência, para que possa conectar-se com seu interior e adquirir conhecimentos lhe permitam identificar e eliminar tpds seus defeitos, contribuindo com o seu processo de cura, harmonização de suas energias e desenvolvimento espiritual.

21/11/2015   Paulo Ricardo

E-Mail:  paulobonciani@hotmail.com

http://www.centrotaoista.com.br

_____________________________________________________

Capitulo 71

Quem realmente é sábio, não se acha.

Quem se acha sábio, certamente não o é.

Somente quando reconhece sua ignorância,

O indivíduo pode livrar-se desta ilusão.

O homem santo realmente sábio, certamente não padece deste mal.

De outro modo:

A única maneira de um escravo deixar de sê-lo é reconhecendo-se como tal.

 

20/11/2015 Benedito Breve

E-Mail: breve.b@gmail.com

*Texto elaborado por aluno: Benedito Breve

http://www.centrotaoista.com.br

HÉRNIAS DE DISCO, TONTURA, ANSIEDADE, PRESSÃO ALTA, DORES DE CABEÇA, SÍNDROME DE PÂNICO, YOGA, MEDITAÇÃO ZEN BUDISTA, TAI CHI E ETC.

   ricardo paulo

Em 2013 eu procurei o Centro Taoísta para iniciar um tratamento de acupuntura para tratar problemas decorrentes de hérnias de disco além de uma série de sintomas de origem desconhecida, que me causavam crises de taquicardia, formigamento nos braços, tontura, ansiedade, elevação da pressão arterial e eventuais dores de cabeça (provavelmente crises de síndrome do pânico).

Com a evolução do tratamento fui convidado pelo Professor Tsai a participar das aulas de Tai Chi, mas somente no início de 2015 comecei a treinar com a devida constância.

Antes disso eu era discípulo de uma determinada vertente de yoga e praticava meditação zen budista há muitos anos.

Desde então tenho aprendido e evoluído bastante, e focado minhas práticas nos ensinamentos transmitidos pelo Professor Tsai, que nos mostra como podemos evitar a perda de nossa energia e promover sua recuperação por meio de exercícios, da meditação taoísta, Tai Chi Chuan e medicina chinesa.

Estas práticas e ensinamentos permitem a restauração e manutenção de nossa saúde física, energética e mental, bem como promove bem estar, tranquilidade e evolução espiritual tanto por meio das práticas citadas como também dos ensinamentos que aprendemos sobre o Taoísmo e o Tao Te Ching, entregues ao mundo há mais de 2000 anos por Lao Tsé.

Hoje temos a oportunidade de acesso a este caminho pelo Professor Tsai, e sou muito grato por isso, pois ele nos ensina sempre com muita dedicação e deseja de coração que evoluamos cada vez mais e possamos passar beneficiar o máximo de pessoas por meio deste caminho iluminado.

Portanto, este depoimento serve para que eu possa demonstrar a gratidão por ter a oportunidade de aprender tudo isso e por poder reestabelecer minha saúde, pois nunca mais tive crises de pânico nem taquicardia e as dores de coluna estão cada vez mais controladas. Além disso, estou tendo a oportunidade de melhorar como ser humano e espiritualmente também.

      Sou grato eternamente.

16/11/2015   Paulo Ricardo

E-Mail:  paulobonciani@hotmail.com

http://www.centrotaoista.com.br

EXAMES QUE COMPROVEM A MELHORIA NOS ÍNDICES DE COLESTEROL, TRIGLICERIDES, PERDI 8KG E PRESSÃO ALTA, DEPRESSÃO, INSÔNIA E SENSAÇÃO DE PÂNICO MELHORARAM…

fabioexame

Boa Tarde pessoal,

gostaria de deixar mais um depoimento da minha evolução pessoal e na saúde, e mais uma vez agradecer o trabalho sensacional que vocês fazem.

O Professor Tsai nos ensina que quando trabalhamos com energia, unindo a prática do Tai Chi Chuan junto aos ensinamentos do mestre Lao Tsé pelo Tao, todos os benefícios podem ser provados e comprovados. Diante a essa verdade, pude mais uma vez comprovar os benefícios e posso compartilhar com vocês.

A pouco mais de 2 meses procurei o Professor Tsai e o Centro Taoísta de Longevidade devido a problemas de pressão alta, depressão, insônia e sensação de pânico. Eu já havia feito alguns exames, dentre eles o exame de sangue que estava com alterações consideráveis principalmente Triglicerides e as enzimas do fígado.

Comecei apenas com o tratamento de acupuntura e tomando o chá. Segui as recomendações de alimentação e havia abolido totalmente bebidas geladas do meu cardápio. Com esses instrumentos, além de melhorar consideravelmente meu controle emocional e stress, perdi 8kg, o que me auxiliou ainda mais na saúde. Após o tempo correto, passei a praticar o Tai Chi Chuan.

Fiz um retorno (previsto) ao cardiologista que me solicitou mais um exame de sangue. E qual não foi minha surpresa, ao ver os comparativos entre os exames de 20/05/2015 e 29/10/2015, a melhora considerável em minha saúde, sendo que sou apenas um iniciante na prática do trabalho de energia, com auxílio da acupuntura.

Mais uma vez agradeço ao Professor Tsai, que para mim é Sifu (Mestre) Tsai, pelos ensinamentos, por nos mostrar o caminho.

Continuem praticando!!!

Abraços a todos,

14/11/2015   Fabio Oliveira

E-Mail: fabio@fiximpressoras.com.br

Ver outros depoimentos:

http://www.centrotaoista.com.br/depoimentos-acupuntura

Relato do Tao Te Ching . Capítulo 70 . Aula de Tai Chi – 07/11/2015

65

“O Homem Sagrado se cobre com andrajos, abraçando um jade”.

(Cap. 70 Lao Tse).

     A leitura do capítulo 70 aproxima mais ainda o praticante iniciante da palavra do TAO porque afirma que a palavra é simples e fácil de ser compreendida. No entanto, a palavra dita por Lao Tse traduz um conhecimento profundo e sólido que representa  a síntese do conhecimento espiritual Taoísta..

     Talvez seja essa a razão pela qual muitos se afastam da palavra julgando que um conhecimento profundo não possa ser expressado com simplicidade, para ser verdadeiro precisa ser complexo, mas esse é o pensamento do ego e não o da não- compreensão que nos leva ao TAO. Essas pessoas,  equivocadamente estranham ao se depararem com a palavra fácil e natural do Caminho.

A quietude, a serenidade e o silêncio do vazio que se encontra na prática da meditação promove a compreensão da palavra simples do TAO. Poucos compreendem a palavra como disse o Prof. Tsai e os que compreendem carregam em si um jade dentro do coração.

       O homem que segue a palavra do Tao abraça um jade no coração e se veste como um camponês, com roupas simples, como falou o Prof. Tsai. Essa pessoa cultiva sentimentos puros e elevados não entrando em conflitos gerados pelo ego, pela ganância e pela competição.

11/11/2015   Eleonora Lucato
———————————————————————————————————–

 Possuir a Jade (virtude) dentro de si

Minhas palavras são muito fáceis de compreender e muito fáceis de praticar.

Mas no mundo inteiro poucos a conhecem e poucos a praticam.

Tudo o que Lao Tsé fala e ensina sobre o Tao tem fundamento, tem base sólida, mas poucos alcançam sua compreensão, assim como poucos se dispõem a seguir seu caminho (o Tao).

Então é exatamente por isso que o praticante do Tao usa “roupas simples” e se apresenta de forma humilde, mas no entanto possui um tesouro muito mais valioso, como uma Jade dentro de seu peito, que é o conhecimento do Tao.

E, tendo esse conhecimento, o praticante já não se importa nem mais com seu próprio nome, pois ele já compreendeu a verdadeira essência dentro de si, e sabe que esta está muito além dos nomes e das palavras.

10/11/2015   Paulo Ricardo

E-Mail: paulobonciani@hotmail.com

*Texto elaborado por aluno:Paulo Ricardo

http://www.centrotaoista.com.br

melhora na minha acuidade visual ( catarata).

catarata[large]tue-shou

Eu pratico treino de Tai Chi Chuan desde 2006, e ao longo do tempo tenho sentido vários benefícios que essa prática tem proporcionado à  minha saúde.

Gostaria de compartilhar um fato que ocorreu na semana passada.

Eu e a minha esposa temos feito exames oftalmológicos de rotina, anualmente, numa boa clínica oftalmológica, normalmente com o oftalmologista de nossa preferência.    Na semana passada, entretanto, fomos atendidos por um outro oftalmologista, pois o nosso estava de férias.

Ao examinar a minha ficha, após analisar o meu histórico, entre outras coisas ele observou que eu já tinha catarata (opacidade do cristalino, que faz a gente enxergar as coisas meio embaçada) há algum tempo, e que estava piorando ao longo do tempo, e que nessa progressão provavelmente eu teria que fazer cirurgia de catarata em breve.   Disse que a acuidade visual de uma pessoa sem catarata tem índice 1,0 (ou 100% ou 20/20) e que no meu caso estava com índice 0,7.

Em seguida fez teste da minha acuidade visual, e para surpresa nossa, mais dele do que a minha, constatou que a minha acuidade visual atual era 1,0 (ou 100% ou 20/20).  Ele disse que tinha que refazer o teste, e ao refazê-lo, deu novamente índice 1,0.  Ele disse que nunca havia visto acontecer isso, e a conclusão dele era que o médico anterior tinha cometido erro de anotação.  Fiquei em dúvida.

Depois disso foi a vez da minha esposa.   Ela também já tinha catarata, só que estava em situação melhor que a minha.   Ao fazer o teste agora, o índice dela deu pior do que o índice medido anteriormente.

Assim concluí que as anotações que o médico anterior tinha feito, provavelmente, não estavam erradas, e que a melhora na minha acuidade visual provavelmente se deve a prática de Tai Chi Chuan.

08/11/2015   Kinjiro Sekiguchi

E-Mail: kinjiro2003@globo.com

Ver outros depoimentos:

http://www.centrotaoista.com.br/depoimentos-acupuntura