ROSÁCEA, FRAQUEZA, E ETC.

Andre

Procurei a acupuntura principalmente devido a um problema de pele chamado “rosácea”, que se manifesta através de rubores na área do rosto. Fui diagnosticado há mais de dez anos, mas apenas mais recentemente (de 2 anos e meio pra cá) o problema se tornou constante – antes, os rubores desapareciam rapidamente –, e mais intenso (além de rubor, também pequenos pontos parecidos à acne começaram a surgir constantemente).

Como eu sempre resisti ao tratamento alopático imediato, não fazia nada com relação ao problema. Mas, ao atingir esse segundo estágio, de piora gradativa e manifestação permanente, comecei a me preocupar (principalmente tendo em vista que meu pai também já manifestou o problema em estágio ainda mais avançado), decidi que era hora de fazer algo.

Primeiramente, já em busca de algum tratamento integralista e não-alopático, recorri à Ayurveda, que foi bastante útil em outros aspectos do meu cotidiano e alimentação, mas que demonstrou apenas resultados tímidos com relação à rosácea (o problema diminuiu um pouco, mas o progresso estagnou-se rapidamente).

Resolvi, então, procurar a acupuntura, mas antes disso passei a utilizar um creme antibiótico alopático pouco agressivo (a outra solução, à qual eu ainda resistia, seria a administração de antibióticos via oral). A ideia era mitigar o problema através dessa alopatia branda, e depois manter apenas com a acupuntura.

Usei o creme, obtive uma melhora significativa, e deixei de usá-lo. Atualmente, trato apenas com acupuntura, e o resultado tem sido excelente.

Embora meu problema seja relativamente pequeno em comparação a outros pacientes, não tenho dúvidas quanto à eficácia do método do Prof. Tsai – o que também é ratificado por todas as avaliações de seus pacientes.

Meu rosto ainda apresenta rubores constantes (em um grau já aceitável), e tenho certeza de que eles continuarão a regredir sem uso de qualquer medicamento alopático, apenas com acupuntura e, num futuro próximo, com o tai chi. Portanto, sem dúvida, voltarei a comentar aqui neste espaço, dando conta das evoluções futuras.

 

23/05/2017  André Bruno

E-Mail: andrebabueno@gmail.com

http://www.centrotaoista.com.br

GASTRITE COM AZIA, REFLUXO, ANSIEDADE, INSÔNIA, SONO LEVE, ATIVIDADE/INTENSIDADE MENTAL E ETC.

carolina

Conheci o Centro Taoísta há cerca de 2 meses, em uma busca pela internet. Depois de ler praticamente todos os depoimentos de pacientes resolvi marcar uma primeira sessão de acupuntura.

Eu já havia feito acupuntura em 3 momentos da minha vida, cada vez com um profissional diferente. Sempre foi bom, mas nunca vivi uma experiência de transformação e aprendizado como a que tenho vivido agora no Centro Taoísta. Lá eu cheguei em busca de uma alternativa sem remédios para tratar de uma gastrite, com sintomas constantes de azia e refluxo, além de um quadro permanente e antigo de ansiedade, insônia, sono leve e muita atividade/intensidade mental.

Desde a primeira sessão de acupuntura, minha digestão melhorou incrivelmente, eu praticamente não tive mais azia nem refluxo ao longo desses 2 meses. O sono teve uma melhora sensível também. Há noites em que ainda demoro a dormir, mas é visível que as noites em que durmo bem melhoraram muito. Ainda oscilo bastante, e sinto que tenho uma resistência forte no corpo que me impede de ir além.

Choro em muitas sessões, fico angustiada com medo de não melhorar mais, caio novamente nas armadilhas da minha mente e da minha ansiedade. Tenho vivido todo o processo de aprendizado sobre a energia com muita entrega, com muita dor também, porque já compreendi que preciso me desapegar de velhos hábitos, velhas visões do corpo, da saúde, da doença, e realmente não é fácil transformar toda a forma já sedimentada de entender isso. Fomos calcados em uma visão ocidental e alopática da medicina em que somos pacientes passivos, sem responsabilidade por aquilo que nos atinge.

Acho que o que tenho aprendido de mais fundamental nesse processo com o prof. Tsai é que somos de fato responsáveis pelo nosso corpo, por nossa saúde e por nosso processo de cura e adoecimento, e que ser/estar ativo é essencial. A acupuntura também nos deixa visivelmente mais sensíveis e percebemos com grande facilidade como o nosso corpo reage a tudo, mas é preciso que saibamos compreender esses sinais e isso vem somente com o tempo.

Depois das sessões fico muito sensível e com o corpo mais quieto. Aprendi a não exigir dele muita atividade nesse momento. A minha ansiedade é permanentemente confrontada com a concepção não imediatista que o prof. Tsai propõe.

Não é fácil tentar se reorganizar intimamente de forma tão diferente, mas tem sido verdadeiramente transformador.

 

19/05/2017  Carolina Junqueira

E-Mail: carolinajs80@gmail.com

http://www.centrotaoista.com.br