HÉRNIAS DE DISCO, TONTURA, ANSIEDADE, PRESSÃO ALTA, DORES DE CABEÇA, SÍNDROME DE PÂNICO, YOGA, MEDITAÇÃO ZEN BUDISTA, TAI CHI E ETC.

   ricardo paulo

Em 2013 eu procurei o Centro Taoísta para iniciar um tratamento de acupuntura para tratar problemas decorrentes de hérnias de disco além de uma série de sintomas de origem desconhecida, que me causavam crises de taquicardia, formigamento nos braços, tontura, ansiedade, elevação da pressão arterial e eventuais dores de cabeça (provavelmente crises de síndrome do pânico).

Com a evolução do tratamento fui convidado pelo Professor Tsai a participar das aulas de Tai Chi, mas somente no início de 2015 comecei a treinar com a devida constância.

Antes disso eu era discípulo de uma determinada vertente de yoga e praticava meditação zen budista há muitos anos.

Desde então tenho aprendido e evoluído bastante, e focado minhas práticas nos ensinamentos transmitidos pelo Professor Tsai, que nos mostra como podemos evitar a perda de nossa energia e promover sua recuperação por meio de exercícios, da meditação taoísta, Tai Chi Chuan e medicina chinesa.

Estas práticas e ensinamentos permitem a restauração e manutenção de nossa saúde física, energética e mental, bem como promove bem estar, tranquilidade e evolução espiritual tanto por meio das práticas citadas como também dos ensinamentos que aprendemos sobre o Taoísmo e o Tao Te Ching, entregues ao mundo há mais de 2000 anos por Lao Tsé.

Hoje temos a oportunidade de acesso a este caminho pelo Professor Tsai, e sou muito grato por isso, pois ele nos ensina sempre com muita dedicação e deseja de coração que evoluamos cada vez mais e possamos passar beneficiar o máximo de pessoas por meio deste caminho iluminado.

Portanto, este depoimento serve para que eu possa demonstrar a gratidão por ter a oportunidade de aprender tudo isso e por poder reestabelecer minha saúde, pois nunca mais tive crises de pânico nem taquicardia e as dores de coluna estão cada vez mais controladas. Além disso, estou tendo a oportunidade de melhorar como ser humano e espiritualmente também.

      Sou grato eternamente.

16/11/2015   Paulo Ricardo

E-Mail:  paulobonciani@hotmail.com

http://www.centrotaoista.com.br

Anúncios

BURSITE, HÉRNIA DE DISCO LOMBAR, DESANIMO, BAIXA AUTOESTIMA, SÍNDROME MIOFACIAL, EFEITO SANFANA DE PESO, INSÔNIA

miofacial

busite

efeitosanfona

Ter encontrado o Centro Taoista dirigido pelo Prof. Tsai foi um marco na minha busca por melhor qualidade de vida, me trouxe perspectiva de cura das dores nas costas e impulsionou a minha autoestima, em um momento que me sentia extremamente desanimado, frustrado e sem energia. Na época, fui diagnosticado com hérnia de disco na lombar (L5-S1), bursite no ombro direito por lesão no manguito rotador e síndrome miofascial.

Um dia, sem uma solução médica para o quadro de dores, resolvi pesquisar na Internet e encontrei o site do Centro Taoista, achei interessante o conteúdo, principalmente os depoimentos, e resolvi marcar uma consulta.
Logo após a primeira sessão de acupuntura, me surpreendi muito com o resultado, a dor na lombar foi reduzida em 90% e a dor do ciático desapareceu, nunca mais irradiou para a perna. Resultado semelhante eu só havia experimentado tomando remédios controlados, como amplictil, triptanol e cymbalta. Com esses remédios a dor sumia, mas com efeitos colaterais que me incomodavam muito, a medicação me deixava muito sonolento, com dificuldades para urinar e com o intestino preguiçoso. Por outro lado, com a acupuntura, não existe nenhum efeito colateral e não me causa nenhum desconforto, muito pelo contrário, me sinto mais saudável em todos os aspectos, inclusive no emocional, fiquei menos irritado e estressado no ambiente de trabalho e à noite passei a dormir melhor.
O componente energético também foi restabelecido, o Prof. Tsai me explicou que, de acordo com a medicina chinesa, era justamente o contrário do que eu pensava: a baixa energética não era consequência da dor, mas era a causa.
Conheci muitos acupunturistas, médicos e não médicos, mas, dentre eles, posso certificar que somente o Prof. Tsai emprega em seu método de tratamento todos os aspectos da medicina chinesa: a acupuntura, os cuidados com a alimentação, a fitoterapia (chá), a meditação e o tai chi. Tudo explicado de uma forma fácil para qualquer um entender e praticar, visando sempre o equilíbrio energético.
É impressionante a técnica ímpar de acupuntura que ele desenvolveu, com apenas uma sessão, a musculatura contraída da lombar misteriosamente relaxa e volta ao normal, sem aplicar nenhuma agulha nas minhas costas, apenas em pontos que aparentemente não têm nenhuma relação com as dores.
No aspecto peso, eu confesso que me orgulho de ter conseguido perder 20 kg sozinho com dieta e academia, mas, confesso também que além do desgaste físico, a dificuldade maior era a de manter o peso e isso eu não estava conseguindo. Bastava sair de férias ou, por qualquer outro motivo, passar por um período mais prolongado longe da academia que, novamente, eu voltava a engordar. Meu peso na época variava muito, entre 77 kg e 85 kg, o conhecido efeito sanfona. Mas, depois que comecei a fazer a acupuntura no Centro Taoista, seguir algumas recomendações de alimentação e tomar chá, perdi 5 Kg em apenas 2 meses. E, o principal de tudo, já faz 3 anos que estou mantendo praticamente o mesmo peso, atualmente, 78 Kg. Acabou o efeito sanfona e o descontrole, que hoje percebo que existia, de, às vezes, comer por ansiedade.
Eu confio, respeito e admiro muito o trabalho realizado no Centro Taoista e ao Prof. Tsai, em especial, sou muito grato pelo conhecimento que ele compartilha. Inclusive, aprecio muito os seus ensinamentos de filosofia chinesa através da leitura e interpretação que ele faz dos capítulos do Tao Te Ching nas aulas de Tai chi e meditação (aos sábados), momento de profundo relaxamento, exercícios e reflexão para quem busca mais qualidade de vida e deseja enfrentar os desafios da vida com equilíbrio e sabedoria, pois como ele mesmo costuma dizer, conquistar é fácil, o difícil é manter (porque muitas vezes não temos maturidade para compreender e corrigir a causa raiz dos problemas).

14/11/2014 Djalma Rosa dos Santos Filho

E-Mail: drsantosfilho@gmail.com

Ver outros depoimentos:

http://www.centrotaoista.com.br/depoimentos-acupuntura

Relato do capitulo 23 do Tao Te Ching: Semelhante ao Tao – Aula de Tai Chi no dia 05/07/2014

grupo tai chi

Semelhantes ao Tao

Falando do natural: tempestades e vendavais não duram o dia todo porque o céu e a terra não mantém eventos eternos. Por quê seria possível para o homem ?

Aquele que segue o Tao, está com o Tao seja com virtudes ou perdas. Quem desvia do caminho, se sentirá perdido, e se não for confiável, perderá a credibilidade.

A Natureza também passa por ciclos análogos à vida do Homem. Cada uma destas fases, possui um tempo certo de começar e terminar. Não adianta querer fazer tudo ao mesmo tempo de forma desenfreada, porque haverá prejuízo com perda na qualidade de vida.

O Buda entre os virtuosos e miseráveis, está sempre sorrindo, independente da situação. Por isso, em sua jornada de vida, vivencie cada momento com bom grado, mesmo que seja diferente do esperado.

O resultado e consequência só dependem de você aceitar que sucesso e insucesso estão lado a lado e fazem parte do equilíbrio. Permita-se viver naturalmente.

Durante a explicação do Prof. Tsai, fui remetida ao passado como se eu estivesse assistindo à retrospectiva de minha vida: workaholic 10 a 12 horas de trabalho, poucas horas de sono, longos períodos no volante e, mesmo assim com fôlego para fazer ginástica (kung fu, pilates e ioga) além de alguns afazeres de casa. Carregava tudo nas costas, porque não permitia falhas e nada podia fugir do meu controle. Devido a este estilo “anti-natural” de viver, somatizei o que eu mesma colecionei: carregar o mundo nas costas. E foi assim que o meu corpo respondeu: hérnia de disco na lombar.

Aprendi a lição: o corpo deu sinais de que algo estava errado e mesmo assim, eu fui em frente achando que o incômodo das costas uma bobagem ou cansaço. Sempre fui e fiz assim, porque haveria de me importar com um incômodo?

A minha “máquina” nunca falhou! Mas, sem manutenção adequada as engrenagens “enferrujam”. Afinal, nada dura para sempre!

Só puxei o freio de mão na dor: perdi o movimento da perna direita e a dor dilacerante que irradiava até o tornozelo. Fiquei acamada à base de remédios fortes, intoxicando o meu organismo com tanta química… este capítulo aconteceu há 2 anos!

Depois que Prof. terminou a interpretação do capítulo 23, ele pede um voluntário no final para fazer o relato. Com um sorriso me prontifiquei de fazê-lo porque esta lição refletiu uma parte da minha história e graças à ajuda do Prof. Tsai, hoje sou disciplinada, treino Taichi e meditação diariamente, estou com saúde, sorrio para todos os eventos e independente da situação de bom grado!

Ser Uno ao Tao no caminho da virtude de bem viver!

 

05/07/2014   Marcela Kwong

E-Mail: marcela_kwong@uol.com.br

*Texto elaborado por aluna:Marcela Kwong

HERNIA DE DISCO ,DOR LOMBAR, CIATICO INFLAMADO

DSC04117

DEPOIS DE MUITAS DORES, 4 DIAS DE INTERNÇÃO,MUITOS E MUITOS DIAGNOSTICOS,MUITOS E MUITOS REMEDIOS,MUITA FISIOTERAPIA, RESOLVI PROCURAR ALTERNATIVA PARA MINHA DOR.

ELABOREI UMA PESQUISA REFINADA ONDE ENCONTREI O PROF TSAI. NÃO CONHECIA ACUPUNTURA,FOI O QUE RESOLVEU.

lOGO NA 1° APLICAÇÃO HOUVE TAMANHA MELHORA NÃO SÓ NA PARTE FISICA COMO NA AUTO ESTIMA PARA AS TAREFAS DIARIAS.

SEGUINDO SEUS ENSINAMENTOS MINHA DOR FOI INDO EMBORA DEPOIS DE CADA APLICAÇÃO

SINTO QUE A ENERGIA DO MEU CORPO SE RESTAUROU.

MEUS MAIS SINCEROS AGRADECIMENTOS AO PROF TSAI

RECOMENDO !

25/03/2014  Andre Gatti

E-Mail: zzgattii@hotmail.com

Ver outros depoimentos:

http://www.centrotaoista.com.br/depoimentos-acupuntura

Depoimento de: Paulo Ricardo S. Bonciani – Dor lombar, hérnia de disco, fraqueza de energia e etc.

Paulo
Meu nome é Paulo Ricardo, tenho 36 anos. Durante muitos anos sacrifiquei meu corpo com a prática de esportes de impacto como judô, jiu jitsu, musculação, corridas e outras atividades que sempre exigiram muito da minha coluna. De alguns anos para cá comecei a sofrer com fortes dores na região lombar, e por muitas vezes fiquei impossibilitado até de me levantar da cama. Neste ano, após as dores ficarem crônicas, me submeti a uma ressonancia magnética e descobri que tenho hérnias discais, e uma inclusive com extrusão. Cheguei a um ponto de não conseguir nem me deitar de barriga para cima nem para baixo, apenas de lado. Andar 500 metros estava ficando cada vez mais penoso para mim. dirigir um carro estava virando um grande sacrifício. Um ortopedista renomado no assunto incusive me indicou para cirurgia. como última tentativa antes da cirurgia procurei o Professor Tsai para tratamento com acupuntura. Lembro que as primeiras sessões foram muito difíceis porque não conseguia me deitar direito por causa das terriveis dores. Passado algum tempo, e seguindo as orientações do professor, hoje posso dizer que já obtive uma boa melhora em relação ás minhas dores e, inclusive, a opção de cirurgia está suspensa. já consigo me deitar de barriga pra cima quase sem sentir nada e estou muito animado com os resultados. Dentro das recomendações do Professor, estou praticando natação e nos fins de semana um pouco de surfe. Também estou conseguindo me sentar de pernas cruzadas para poder praticar a meditação Cha’n, algo que sempre fiz. Em breve iniciarei a prática de Tai Chi e estou muito animado com o tratamento. Além dos problemas de coluna estou tratando algumas fraquezas energéticas no fígado e rins. O Professor Tsai é um verdadeiro mestre e tenho muito respeito por seu trabalho, sua ética e seu conhecimento. Só tenho a agradecer!
18/11/2013   Paulo Ricardo S. Bonciani
Ver outros depoimentos:

Depoimento de: Djalma Rosa dos Santos Filho – hérnia de disco, bursite, cansaço, dor lombar, dores na pernas, ansiedade, insônia e etc.

Ter encontrado o Centro Taoista dirigido pelo Prof. Tsai foi um marco na minha DSC09813busca por melhor qualidade de vida, me trouxe perspectiva de cura das dores nas costas e impulsionou a minha autoestima, em um momento que me sentia extremamente desanimado, frustrado e sem energia.

Fui diagnosticado com hérnia de disco na lombar (L5-S1) e síndrome miofascial. O histórico realmente é muito longo, um problema que se arrastou por mais de 5 anos, vou tentar fazer um resumo para o depoimento não ficar grande demais.

Em todo esse período, me submeti a vários tratamentos médicos e de fisioterapia. Mas, por indicação dos próprios médicos também busquei ajuda de tratamentos considerados alternativos como a acupuntura, tudo isso aliado a uma dieta rigorosa para perda de peso e muita disciplina em atividades físicas, principalmente exercícios aeróbios, alongamento e musculação. Era uma rotina muito cansativa e de resultados insatisfatórios e efêmeros.

Com muito esforço, obtive progresso nos aspectos relacionados a condicionamento físico, postura, fortalecimento muscular e perda de peso. No entanto, vivi por muito tempo frustrado por não conseguir a cura ou, pelo menos, algo que me propiciasse um alívio significativo para aquelas dores, principalmente a dor lombar que era a que mais me incomodava. Mesmo estando bem fisicamente, eram frequentes as crises que me afastavam do emprego ou diminuíam a minha produtividade.

O meu primeiro contato com a acupuntura aconteceu em 2006, através de um ortopedista que no ano anterior havia tratado da minha esposa que sofria com duas hérnias de disco na coluna e estava prestes a se submeter a uma cirurgia. Devido ao tratamento bem sucedido dela, foi exatamente esse médico que eu procurei na minha primeira crise, quando a lombar “travou” pela primeira vez. Infelizmente, o mesmo tratamento não resolveu para mim como resolveu para ela. A eficiência da técnica de acupuntura e quiropraxia (manipulação articular) aplicada por esse médico se mostrou limitada para o meu caso, após algumas sessões, ajudava a destravar a lombar e aliviava a dor por um período curto. Era a melhor alternativa que eu tinha nos momentos de crise, mas não conseguia impedir uma nova recaída depois de algum tempo.

Em 2008, em uma das piores crises, procurei outro médico que me disse que não havia nada para justificar aquela dor. O exame de ressonância magnética só mostrava uma protrusão discal (L5-S1) sem compressão do nervo ciático (naquela época ainda não podia ser considerada uma hérnia, de acordo com a opinião dele). A recomendação desse médico era buscar mais qualidade de vida, perder peso, melhorar postura e fazer alongamento e fortalecimento muscular. Como eu já estava fazendo tudo isso há mais de um ano, então, na opinião dele, já estaria no caminho certo e seria uma questão de tempo para começar a melhorar.

Para aliviar as dores, esse médico me receitou remédios controlados, um relaxante muscular e um antidepressivo. Com esses remédios a dor sumia, mas com efeitos colaterais que me incomodavam muito, a medicação me deixava muito sonolento, com dificuldades para urinar e com o intestino preguiçoso.

Por indicação de um amigo, conheci uma fisioterapeuta que estudava medicina chinesa. Na época, ela me examinou e tentou me convencer que eu poderia ter uma alternativa aos remédios através da acupuntura; dizia que com as aplicações o meu corpo produziria naturalmente a própria “endorfina” para aliviar a dor e outras substâncias para promover o que ela chamava de auto cura. Na parte da fisioterapia em si, ela não via necessidade de incluir nenhuma técnica no tratamento, bastava o que eu já praticava de atividade física, somente acrescentando mais ênfase no fortalecimento da musculatura abdominal para melhor sustentação da lombar. O amigo que a indicou era o marido dela e me dizia que ela levava muito a sério os estudos de medicina chinesa, tomava chá, tinha uma alimentação muito natural e praticava a meditação, mas nada disso fazia parte do tratamento, era só a acupuntura mesmo. Por um tempo, a estratégia funcionou, até eu aparecer no consultório dela com a primeira crise de ciático, quando a dor passou a irradiar fortemente para a perna. Ela me dizia que eu estava com um desequilíbrio, porém aquelas sessões de acupuntura de nada resolviam o problema que só se agravava.

Depois, eu desisti do tratamento com essa fisioterapeuta, mas eu acho que foi importante a experiência que eu tive com ela, porque funcionou bem por um tempo e serviu de referência para que eu entendesse que acupuntura de qualidade estava associada ao conhecimento e práticas da medicina chinesa.

Cheguei a ser hospitalizado em 2009 para fazer uma punção (infiltração na hérnia), que também nada resolveu. O pós-operatório foi muito complicado, parei de mancar, mas a minha lombar ficou rígida como uma pedra e a recuperação levou mais de um mês, tomando muitos remédios que só disfarçavam a dor e tinham efeitos colaterais, o quadro não se estabilizava.

Logo em seguida, antes mesmo de estar completamente recuperado, fui acometido de uma forte dor no ombro direito com irradiação para o braço, que comecei a sentir quando estava em casa, deitado na cama trocando o canal de TV. Por incrível que pareça, o médico que cuidou da lombar não conseguia diagnosticar a causa desse problema, então tive que mudar de médico novamente.

Finalmente, com esse outro médico tive um diagnóstico completo. A causa da dor no ombro era uma bursite causada por uma lesão no manguito rotador, para as outras dores que não tinham explicacao ele fez o diagnóstico clinico da síndrome miofascial (dores músculo esqueléticas) com o agravante da hernia de disco. Então, fiz um tratamento bastante intensivo, com quase um ano de fisioterapia (no inicio acompanhada de analgesia através de remédios), RPG, quiropraxia e exercícios de fortalecimento para ombro e costas.

Fiquei relativamente satisfeito com os resultados para o ombro e o ciático (que apresentou recaídas, mas se recuperou), porem a lombar ainda incomodava muito. Mesmo assim, o médico me deu alta e, de certa forma, me desenganou dizendo que eu não iria me livrar da dor na lombar por conta da hérnia, mas me receitou um remédio para eu tomar sempre que sentisse muita dor. Às vezes, eu tomava esse remédio, principalmente, quando a dor me incomodava a ponto de não me deixar dormir, em contra partida, como efeito colateral, eu ficava muito sonolento no dia seguinte.

Em 2011 surgiu uma crise menos agressiva, só que mais prolongada com dores na lombar e ciático novamente. Não conseguia, por exemplo, dirigir por muito tempo, me via forçado a passar a direção para a minha esposa quando a dor aumentava muito e só conseguia trabalhar a base de remédios (relaxante muscular e anti-inflamatório). E, dessa vez, a dor veio com um novo componente: uma baixa energética que eu não conseguia explicar, eu pensava que era um desânimo natural pela recorrência do problema.

Não suportava mais aquela situação, fiquei deprimido e engordei 5 Kg. Já estava disposto a procurar um especialista em cirurgia de coluna, inclusive, tinha visto, no Jornal da Band, uma cirurgia de hérnia de disco com radiofrequência que tinha acabado de chegar ao Brasil, pouco invasiva e promissora, embora muito cara, de acordo com as informações da reportagem.

Antes de buscar pela cirurgia, tive a ideia de primeiro procurar outro terapeuta de medicina chinesa, para pelo menos conseguir um pouco de melhora e tomar uma decisão mais consciente.

Então, resolvi pesquisar na Internet e encontrei o site do Centro Taoista, achei interessante o conteúdo, principalmente os depoimentos, e resolvi marcar uma consulta.

Logo após a primeira sessão de acupuntura, me surpreendi muito com o resultado, a dor na lombar foi reduzida em 90% e a dor do ciático desapareceu, nunca mais irradiou para a perna.

Resultado semelhante eu só havia experimentado tomando aqueles remédios controlados, que eu já relatei. Mas, com a vantagem de que a acupuntura não me causa nenhum desconforto, muito pelo contrário, me sinto mais saudável em todos os aspectos, inclusive no emocional, passei a ficar menos irritado no ambiente de trabalho e à noite durmo melhor.

O componente energético também foi reestabelecido, o Prof. Tsai me explicou que, de acordo com a medicina chinesa, era justamente o contrário do que eu pensava: a baixa energética não era consequência da dor, mas era a causa.

Conheci muitos acupunturistas, medicos e nao medicos, mas, dentre eles, posso certificar que somente o Prof. Tsai emprega em seu método de tratamento todos os aspectos da medicina chinesa: a acupuntura, os cuidados com a alimentação, a fitoterapia (chá), a meditação e o tai chi. Tudo explicado de uma forma fácil para qualquer um entender e praticar, visando sempre o equilíbrio energético.

É impressionante a técnica ímpar de acupuntura que ele desenvolveu, com apenas uma sessão a musculatura contraída da lombar misteriosamente relaxa e volta ao normal, sem aplicar nenhuma agulha nas minhas costas, apenas em pontos que aparentemente não têm nenhuma relação com as dores.

Acho também importante relatar que muitos acuputuristas com quem me tratei costumavam me machucar e deixavam roxo o local onde aplicavam as agulhas, mas com o Prof. Tsai eu nunca tive problemas desse tipo.

No aspecto peso, eu confesso que me orgulho de ter conseguido perder 20 kg sozinho com dieta e academia, mas, confesso também que além do desgaste físico, a dificuldade maior era a de manter o peso e isso eu não estava conseguindo. Bastava sair de férias ou, por qualquer outro motivo, passar por um período mais prolongado longe da academia que, novamente, eu voltava a engordar. Meu peso na época variava muito, entre 77 kg e 85 kg, o conhecido efeito sanfona. Mas, depois que comecei a fazer a acupuntura no Centro Taoista, seguir algumas recomendações de alimentação e tomar chá, perdi 5 Kg em apenas 2 meses. E, o principal de tudo, já faz 2 anos que estou mantendo o mesmo peso, 76 Kg. Acabou o efeito sanfona e o descontrole, que hoje percebo que existia, de, às vezes, comer por ansiedade.

Eu confio muito no trabalho do Prof. Tsai e sou muito grato pelo conhecimento que ele compartilha. Mas, sei que tenho muito que evoluir e continuar com o tratamento sem interrupções para manter o que foi conquistado e conseguir avançar, porque o ano de 2012 foi muito bom para mim em todos os aspectos, mas, infelizmente, desenvolvi um quadro recente de cervicalgia, dores no pescoço que têm me prejudicado muito, principalmente no trabalho. O ortopedista me falou que é comum pacientes que tiveram problemas no ombro passarem a ter dores no pescoço devido a lesões causadas pelo mesmo desequilíbrio muscular. Não pretendo discordar do médico e nem deixar de fazer a fisioterapia, acredito que os tratamentos possam se complementar, estou otimista e espero voltar a escrever em breve sobre a evolução desse quadro.

28/08/2013    Djalma Rosa dos Santos Filho

E-Mail: drsantosfilho@gmail.com

Ver outros depoimentos:

http://www.centrotaoista.com.br/ver_depoimento.php?cat=acupuntura

Depoimento de: Sandra Regina Calgaro Lucas – Hérnia de disco, insônia, falta de disposição, pólipo na vesícula e etc.

sandraok
Sentia muita dor na coluna lombar, por causa de uma hérnia de disco.
Participei da primeira aula e foi então que prof. Tsai me falou que precisava fazer algumas sessões de acupuntura para o desbloqueio energético e que o tratamento se completava com as aulas de tai chi, que seriam como uma ferramenta de manutenção e recuperação da energia perdida em nossas atividades diárias.
Logo no começo, praticando só o exercício do abraço de árvore, de puxar a corda e meditação já senti uma grande diferença no sono. Antes acordava várias vezes durante a noite e não dormia bem. A melhora no sono foi impressionante, não só na quantidade de horas como na qualidade do sono e na disposição que eu sinto quando acordo de manhã.
E a melhor surpresa foi quando recebi os resultados de meu check-up anual e onde eu tinha um pólipo na vesícula detectado há dois anos atrás já está quase totalmente dissolvido.
E melhorei bastante das dores na coluna, quase não sinto mais.
Acho importante o que o professor fala da constância na prática do treinamento. O benefício que eu senti para minha saúde foi enorme.

Obrigada prof. Tsai

25/05/2013  Sandra Regina Calgaro Lucas

E-Mail: sr.calgaro@uol.com.br