OBESIDADE, DOR NA COLUNA, DOR LOMBAR, DOR CERVICAL, FASCITE PLANTAR, UNHAS FRACAS, RINITE ALÉRGICA, SINUSITE, INSÔNIA E ETC.

giani

Meu nome é Giani Cristina Sanches. Sou Secretária Executiva.

 

Eu encontrei o Centro Taoísta de Cultivo da Longevidade, procurando pela Internet: “ Acupuntura para tratamento de Obesidade”. Liguei e agendei a consulta.

 

Em 24/09, Sábado, foi a minha primeira consulta. Eu preenchi a minha ficha e coloquei que a minha procura pela Acupuntura era para tratar a Obesidade, mas que eu tinha outros problemas: dor na coluna (cervical, lombar); dor nos pés (fascite plantar) e outros. O Prof. Tsai me perguntou se eu tinha lido todos os depoimentos do site e eu disse que não tinha lido todos. Li somente alguns relacionados ao problema de Obesidade. Ele me pediu para ler mais. A primeira sessão de acupuntura me assustou um pouco, por conta que é necessário fazer um desbloqueio energético para depois fazer a aplicação de acupuntura. Senti dor mas, ela é suportável. Na sequencia recebi as recomendações necessárias e que seria necessário fazer uma aplicação de acupuntura durante a semana, para manter o equilíbrio energético e tomar um chá diariamente.

 

Cheguei em casa, entrei no site e li vários depoimentos. Segui as recomendações e tomei o chá todos os dias, seguindo também a forma de preparar e tomar.

 

Na segunda consulta, quando cheguei, li no painel de avisos, o depoimento de uma amiga, que trabalha comigo, faz o tratamento e faz Tai Chi. Me senti segura e no lugar certo.

 

O tratamento seguiu nas consultas de 29/09, 01/10, 05/10 e 08/10. Melhorei muito da dor na coluna, da dor nos pés,  e apresentei melhora na respiração (eu tenho rinite alérgica e sinusite); o sono melhorou, as minhas unhas cresceram (estão mais fortes) e eu estava mais disposta a cada sessão.

 

No dia 12/10, no feriado, eu fui a feira e puxei o carrinho de compras (aproximadamente uns 9 quilos em uma subida). Quando eu cheguei em casa senti que algo estava errado, eu estava com o rosto vermelho e transpirava muito. Pensei: não devia ter feito isso! Comecei a sentir dor novamente.

 

No dia 13/10, na minha consulta, não aguentava de dor na coluna. Estava a ponto de chorar. Quando falei para o Prof. Tsai o que fiz, ele me disse que eu não podia ter feito. Nas recomendações que eu tinha recebido, estava escrito somente caminhada. Eu fui ingênua e não sabia que poderia ocorrer isso, pois eu estava muito bem. Estar sem dor é maravilhoso. Faz você se sentir bem.

 

Agora, ciente das consequências, estou na sequencia do tratamento. Já fiz consultas em 16/10 e 19/10 e estou melhorando novamente.

 

Quanto a obesidade, vou emagrecer, mas agora estou buscando melhoras nas minhas dores e o Prof. Tsai disse que o emagrecimento acontecerá automaticamente e eu acredito. Na próxima consulta iniciarei o Tai Chi.

 

Para aqueles que lerem o meu depoimento, eu ainda estou em tratamento, mas recomendo.

 

Agradeço ao Prof. Tsai por sua atenção, orientação e acompanhamento.

 

 

 

19/10/2016   Giani Cristina Sanches

E-Mail: Giani.sanches@uol.com.br

http://www.centrotaoista.com.br

 

HERNIA DE DISCO ,DOR LOMBAR, CIATICO INFLAMADO

DSC04117

DEPOIS DE MUITAS DORES, 4 DIAS DE INTERNÇÃO,MUITOS E MUITOS DIAGNOSTICOS,MUITOS E MUITOS REMEDIOS,MUITA FISIOTERAPIA, RESOLVI PROCURAR ALTERNATIVA PARA MINHA DOR.

ELABOREI UMA PESQUISA REFINADA ONDE ENCONTREI O PROF TSAI. NÃO CONHECIA ACUPUNTURA,FOI O QUE RESOLVEU.

lOGO NA 1° APLICAÇÃO HOUVE TAMANHA MELHORA NÃO SÓ NA PARTE FISICA COMO NA AUTO ESTIMA PARA AS TAREFAS DIARIAS.

SEGUINDO SEUS ENSINAMENTOS MINHA DOR FOI INDO EMBORA DEPOIS DE CADA APLICAÇÃO

SINTO QUE A ENERGIA DO MEU CORPO SE RESTAUROU.

MEUS MAIS SINCEROS AGRADECIMENTOS AO PROF TSAI

RECOMENDO !

25/03/2014  Andre Gatti

E-Mail: zzgattii@hotmail.com

Ver outros depoimentos:

http://www.centrotaoista.com.br/depoimentos-acupuntura

Depoimento de: Christianne I. Lima – Cansaço (fadiga), sonolência, frio no corpo, vontade de comer doces, intestino preso, dor lombar, ansiedade, irritação e etc.

Portuguese version

Caro Prof.Tsai,cristiane

Obrigada por me mostrar o caminho , por me fazer enxergar coisas, pelo tratamento ..e por recuperar a minha saúde..de verdade..(segue depoimento anexo).


 

DEPOIMENTO: Christianne I. Lima  19/11/2013.    

Sintomas:  Cansaço (fadiga), sonolência, frio no corpo, vontade de comer doces,  intestino preso, dor lombar, ansiedade, irritação.

Tenho 2 (duas) profissões, sempre fui super ativa e preocupada com a minha saúde, tendo boa alimentação e praticando exercícios físicos. Porém, alguns sinais começaram a aparecer mostrando que a minha saúde não estava 100%: comecei a sentir muito frio no corpo, mesmo em dias quentes ou com temperatura agradável,  dor lombar e intestino cada vez mais preso.

Não dei importância para estes sintomas e segui com a minha rotina. Na verdade, meu corpo já começava  a se ressentir dos maus tratos: trabalhava muito, até tarde da noite, inclusive aos finais-de-semana, acordava 5hs da manha para praticar corrida, dormia poucas horas, vivia ansiosa, sempre afobada e me cobrando mais .

Depois de um ano, o  meu corpo começou a “pifar”: Comecei a sentir  muito cansaço e sonolência, a ponto de não conseguir trabalhar direito. Estava sempre cansada  e com concentração prejudicada.  Mesmo praticando exercícios físicos vigorosos para aumentar a disposição, o efeito era o inverso. Preocupada, fui ao médico (clínico geral) e ele me receitou “ vitaminas (em cápsulas) com ginseng”, o que não resolveu. Fui ao endócrino, pensando ser problema de tireóide, mas nos exames deu tudo normal.

Porém,no fundo eu sabia que algo não estava bem, pois  esse não era o meu “estado normal”.

Neste momento, bateu um sentimento de angústia e desespero, pois eu queria fazer as coisas e meu corpo não “respondia”, ele  não tinha disposição para acompanhar o meu pique mental.  Por um instante, tive a sensação de estar  “perdendo a vida”. Sentia que  a minha energia estava se esvaindo,  “escorrendo pelas mãos”, e que eu  precisaria fazer algo urgente.

Busquei  informações na internet e encontrei o Centro Taoísta com seus depoimentos, onde me identifiquei com um deles. Foi então que comecei o tratamento com o Prof.Tsai, que me passou muita confiança e experiência. Percebi que o meu problema era um desequilíbrio energético (de “Qi”), causado por anos consecutivos de maus hábitos de vida.

Já na 2ª. (segunda) sessão, comecei a sentir melhoras: a dor lombar e no sacro sumiram e o frio diminuiu (impressionante, pois eu vivia agasalhada!).

Porém, a dificuldade surgiu no meio do tratamento. Depois de sentir algumas melhoras, veio a piora: senti cansaço em dobro, dormia em dobro e tinha crises constantes de choro. Nesta etapa, foi fundamental a orientação do Prof.  para continuar o tratamento, pois por várias vezes tive real vontade de desistir.  Mas segundo o Prof.: “isso era uma resposta do corpo a anos sem descanso suficiente, e as crises de choro eram um “desbloqueio energético”.

Passado 1 mês e meio de tratamento, o meu corpo e emoções começaram a se equilibrar (e agora eu vejo o quanto eu estava desequilibrada!). Hoje sinto a minha energia voltando aos poucos, com mais ânimo, disposição, sem dor lombar, com a pele linda, com o semblante mais calmo, além de mais centrada, objetiva, e sem  desperdiçar tanta energia com coisas do dia-a-dia.

Confesso que o tratamento exigiu de mim maturidade, humildade, obediência e  comprometimento, colocando a saúde como prioridade de vida. Tive que abrir mão de hábitos que, embora prazerosos, não me faziam bem,  e colocar no lugar novas práticas, para ganhar de volta a minha saúde.

Agradeço muitíssimo ao Prof.Tsai pela orientação e firmeza com que conduziu o tratamento, e principalmente por ter me mostrado o caminho de melhora, me ensinando que a nossa energia depende de como cuidamos dela: tenho que fazer a minha parte.  Todos os dias, à noite, reservo um tempo para praticar Tai chi  e Meditação Taoísta, pois sei que se eu  me descuidar, todo o desequilíbrio voltará. E isso eu não quero mais!

19/11/2013   Christianne I. Lima

E-Mail: kitty-lima@hotmail.com

Ver outros depoimentos:

http://www.centrotaoista.com.br/depoimentos-acupuntura

 ————————————————————————————————————————-
English version
Dear Prof.Tsai,

Thank you for showing me the way, for making me see things at ..and treatment to recover my saúde..de true .. (following Testimonial attached).

Testimonial: Christianne I. Lima 19/11/2013.

Symptoms: Tiredness (fatigue), drowsiness, cold in the body, cravings for sweets,constipation, back pain, anxiety, irritation.

I have two (2) professions, I have always been super active and concerned about my health, having good nutrition and practicing physical exercises. However, some signsbegan to appear showing that my health was not 100%: I began to feel very cold in the body, even on hot days or with fine weather, low back pain and increasinglytrapped intestine.

I did not give importance to these symptoms and follow with my routine. In fact, my body was beginning to resent mistreatment: worked very late into the night, including the endofweek, 5hs woke in the morning to practice running, slept a few hours, livedanxious, flustered and always charging me more.

After a year, my body started goes down”: I began to feel very tired and sleepy to the point of not getting work right. He was always tired and impaired concentration.Even practicing vigorous exercise to increase provision, the effect was the reverse.Concerned, I went to the doctor (general practitioner) and he prescribed me“vitamins (in capsules) with ginseng“, which did not solve. I went to the endocrine,thyroid problem be thinking, but in all examinations gave normal.

But deep down I knew something was not right, because that was not my normal state”.

At this point, hit a feeling of anguish and despair, because I wanted to do things and my body does not answer”, he had no disposition to accompany my mental pike.For a moment I had the feeling of losing life“. Felt that my energy was slipping away,running down the hands,” and that I need to do something urgent.

Sought information on the internet and found the Taoist Center with their testimonies,which I identified with them. Then I began treatment with Prof.Tsai, which gave me a lot of confidence and experience. I realized that my problem was an energy imbalance (the Qi”), caused by consecutive years of poor living habits.

Already in the 2nd. (second) session, I began to feel improvements: lumbar and sacrum pain disappeared and the cold decreased (amazing because I lived bundled up!).

However, difficulties arose in the middle of the treatment. After feeling some improvements, came to worse: I felt tired twice, slept in twice and had bouts ofconstant crying. This step was essential guidance of Prof. to continue treatment,because several times I had real desire to quit. But according to Prof .: this was a response of the body for years without enough rest, and crying spells were” energyrelease .

After 1 month and a half of treatment, my body and emotions began to balance (andnow I see how much I was unbalanced!). Today I feel my energy coming back slowly,with more confidence, willingness, without low back pain, with beautiful skin, with the calmest countenance, and more focused, objectively, and without wasting much energy on things day-today .

I confess that the treatment required me maturity, humility, obedience and commitment, placing health as a priority in life. I had to give up habits that whileenjoyable, did not do well, and put in place new practices, to gain back my health.

Thank you very much to Prof.Tsai the guidance and firmness with which conducted the treatment, and especially for showing me the way to healing, teaching me that ourpower depends on how we take care of it: I have to do my part. Every day, at night, I reserve time to practice Tai Chi and Taoist Meditation, because I know that if Ineglect me, all the imbalance again. And that I do not want more!

19/11/2013 Christianne I. Lima

E-Mail: kitty-lima@hotmail.com

See other testimonials:

http://www.centrotaoista.com.br/depoimentos-acupuntura

 

Depoimento de: Paulo Ricardo S. Bonciani – Dor lombar, hérnia de disco, fraqueza de energia e etc.

Paulo
Meu nome é Paulo Ricardo, tenho 36 anos. Durante muitos anos sacrifiquei meu corpo com a prática de esportes de impacto como judô, jiu jitsu, musculação, corridas e outras atividades que sempre exigiram muito da minha coluna. De alguns anos para cá comecei a sofrer com fortes dores na região lombar, e por muitas vezes fiquei impossibilitado até de me levantar da cama. Neste ano, após as dores ficarem crônicas, me submeti a uma ressonancia magnética e descobri que tenho hérnias discais, e uma inclusive com extrusão. Cheguei a um ponto de não conseguir nem me deitar de barriga para cima nem para baixo, apenas de lado. Andar 500 metros estava ficando cada vez mais penoso para mim. dirigir um carro estava virando um grande sacrifício. Um ortopedista renomado no assunto incusive me indicou para cirurgia. como última tentativa antes da cirurgia procurei o Professor Tsai para tratamento com acupuntura. Lembro que as primeiras sessões foram muito difíceis porque não conseguia me deitar direito por causa das terriveis dores. Passado algum tempo, e seguindo as orientações do professor, hoje posso dizer que já obtive uma boa melhora em relação ás minhas dores e, inclusive, a opção de cirurgia está suspensa. já consigo me deitar de barriga pra cima quase sem sentir nada e estou muito animado com os resultados. Dentro das recomendações do Professor, estou praticando natação e nos fins de semana um pouco de surfe. Também estou conseguindo me sentar de pernas cruzadas para poder praticar a meditação Cha’n, algo que sempre fiz. Em breve iniciarei a prática de Tai Chi e estou muito animado com o tratamento. Além dos problemas de coluna estou tratando algumas fraquezas energéticas no fígado e rins. O Professor Tsai é um verdadeiro mestre e tenho muito respeito por seu trabalho, sua ética e seu conhecimento. Só tenho a agradecer!
18/11/2013   Paulo Ricardo S. Bonciani
Ver outros depoimentos:

Depoimento de: Juliana Marchini – Queda de cabelo, Tricotilomania, emagrecimento, prisão intestinal, cólica menstrual, dor lombar, melhorar a pele facial, enxaqueca e etc.

Boa tarde, Prof. Tsai!JulianaOK

 Gostaria de agradecer por toda a ajuda que tem me dado e de registrar em seu site meu depoimento, contando minha história para outros pacientes, curiosos ou interessados em iniciar um tratamento.

Bom, em 2.000, 13 anos atrás, quando eu ainda tinha 13 anos, meus cabelos começaram a cair. Minha família e eu procuramos tratamento com diversos médicos de várias especialidades (dermatologistas, clínicos, psiquiatras, ginecologistas, vasculares, …), até que descobrimos que eu sofria de Tricotilomania, um transtorno que leva a pessoa a arrancar os próprios cabelos, consciente ou sem sequer notar.

Muitos médicos ainda não conheciam este transtorno e não havia (e ainda não há) um tratamento eficaz conhecido para estes casos, então começaram a me prescrever medicamentos como vitaminas e antidepressivos, que não tratavam meu problema e me faziam sentir mal, o que me tornou cada vez mais resistente à medicação alopática e menos confiante na medicina praticada no ocidente. Outros médicos me recomendaram terapia com psicólogos e psicanalistas, o que me levou à recorrer a alguns profissionais dessas áreas, porém sem nenhum avanço.

Após muitos anos acumulando muitas tentativas frustradas e muitas pesquisas que não levaram a nada, sentia-me desgastada, desanimada e quase sem esperança de encontrar um tratamento adequado, o que acontece com muitas pessoas que tem o mesmo problema que eu. No final de 2.012, porém, comecei a cogitar a medicina tradicional chinesa como uma possibilidade, coisa que nunca tinha me passado pela cabeça.

A partir daí, passei perguntar para meus amigos e colegas se conheciam algum profissional da acupuntura e a buscar na internet, quando encontrei o Centro Taoísta de Cultivo da Longevidade e em Janeiro de 2013 marquei uma consulta com o prof. Tsai.

Em minha primeira consulta o prof. Tsai fez o diagnóstico e me disse confiante “Vamos resolver seu problema, você só precisa ter paciência.”. Em seguida já me submeteu ao TuiNa (uma técnica de massagem) e à acupuntura, me deixando para descansar deitada em uma pequena sala. Confesso que estranhei a massagem e temia um pouco as agulhas, mas estava de coração e mente abertos para receber este novo tratamento. Quando o prof. Tsai entrou na sala para remover as agulhas eu despertei e logo fiquei muito surpresa com a sensação de tranquilidade, calma e relaxamento imediatos. Assim que deixei o Centro Taoísta e encontrei meu namorado, veio uma nova surpresa com seu comentário: “Nossa, como sua pele está bonita! O que ele fez com você?!”. Sim, o efeito de apenas uma sessão de acupuntura foi imediato e claro para mim e para todos que me conheciam.

Passaram-se os dias e eu continuava indo às consultas duas vezes por semana, sempre obtendo progressos e mantendo o que já tinha conseguido em tão pouco tempo. Meus cabelos voltaram a crescer, o que me deu um novo fôlego, uma esperança que há tempos não sentia, e efeitos pelos quais eu não buscava neste tratamento começaram a surgir: passei a dormir bem, o que não acontecia há tempos, perdi peso (3,5kg), não tive mais cólicas menstruais, uma dor lombar que me acompanhava há 1 ano e meio foi extinta e minha enxaqueca desapareceu.

Claramente a acupuntura me trouxe muitos benefícios e eu não pretendia deixar o tratamento, porém tive

Recomendo sinceramente a quem lê este depoimento porque procura ajuda, que vá a uma consulta com o prof. Tsai. Não haverá arrependimento, somente surpresa e satisfação, tenho certeza. Se este for o caminho certo para você, não serão necessárias muitas palavras e explicações para te convencer, assim como aconteceu comigo: você sentirá sua energia diferente e entenderá que este é o tratamento ideal.

 Novamente agradeço profundamente ao prof. Tsai!

 28/09/2013 Juliana

E-Mail:  julianamarchini@gmail.com

Depoimento de: Djalma Rosa dos Santos Filho – hérnia de disco, bursite, cansaço, dor lombar, dores na pernas, ansiedade, insônia e etc.

Ter encontrado o Centro Taoista dirigido pelo Prof. Tsai foi um marco na minha DSC09813busca por melhor qualidade de vida, me trouxe perspectiva de cura das dores nas costas e impulsionou a minha autoestima, em um momento que me sentia extremamente desanimado, frustrado e sem energia.

Fui diagnosticado com hérnia de disco na lombar (L5-S1) e síndrome miofascial. O histórico realmente é muito longo, um problema que se arrastou por mais de 5 anos, vou tentar fazer um resumo para o depoimento não ficar grande demais.

Em todo esse período, me submeti a vários tratamentos médicos e de fisioterapia. Mas, por indicação dos próprios médicos também busquei ajuda de tratamentos considerados alternativos como a acupuntura, tudo isso aliado a uma dieta rigorosa para perda de peso e muita disciplina em atividades físicas, principalmente exercícios aeróbios, alongamento e musculação. Era uma rotina muito cansativa e de resultados insatisfatórios e efêmeros.

Com muito esforço, obtive progresso nos aspectos relacionados a condicionamento físico, postura, fortalecimento muscular e perda de peso. No entanto, vivi por muito tempo frustrado por não conseguir a cura ou, pelo menos, algo que me propiciasse um alívio significativo para aquelas dores, principalmente a dor lombar que era a que mais me incomodava. Mesmo estando bem fisicamente, eram frequentes as crises que me afastavam do emprego ou diminuíam a minha produtividade.

O meu primeiro contato com a acupuntura aconteceu em 2006, através de um ortopedista que no ano anterior havia tratado da minha esposa que sofria com duas hérnias de disco na coluna e estava prestes a se submeter a uma cirurgia. Devido ao tratamento bem sucedido dela, foi exatamente esse médico que eu procurei na minha primeira crise, quando a lombar “travou” pela primeira vez. Infelizmente, o mesmo tratamento não resolveu para mim como resolveu para ela. A eficiência da técnica de acupuntura e quiropraxia (manipulação articular) aplicada por esse médico se mostrou limitada para o meu caso, após algumas sessões, ajudava a destravar a lombar e aliviava a dor por um período curto. Era a melhor alternativa que eu tinha nos momentos de crise, mas não conseguia impedir uma nova recaída depois de algum tempo.

Em 2008, em uma das piores crises, procurei outro médico que me disse que não havia nada para justificar aquela dor. O exame de ressonância magnética só mostrava uma protrusão discal (L5-S1) sem compressão do nervo ciático (naquela época ainda não podia ser considerada uma hérnia, de acordo com a opinião dele). A recomendação desse médico era buscar mais qualidade de vida, perder peso, melhorar postura e fazer alongamento e fortalecimento muscular. Como eu já estava fazendo tudo isso há mais de um ano, então, na opinião dele, já estaria no caminho certo e seria uma questão de tempo para começar a melhorar.

Para aliviar as dores, esse médico me receitou remédios controlados, um relaxante muscular e um antidepressivo. Com esses remédios a dor sumia, mas com efeitos colaterais que me incomodavam muito, a medicação me deixava muito sonolento, com dificuldades para urinar e com o intestino preguiçoso.

Por indicação de um amigo, conheci uma fisioterapeuta que estudava medicina chinesa. Na época, ela me examinou e tentou me convencer que eu poderia ter uma alternativa aos remédios através da acupuntura; dizia que com as aplicações o meu corpo produziria naturalmente a própria “endorfina” para aliviar a dor e outras substâncias para promover o que ela chamava de auto cura. Na parte da fisioterapia em si, ela não via necessidade de incluir nenhuma técnica no tratamento, bastava o que eu já praticava de atividade física, somente acrescentando mais ênfase no fortalecimento da musculatura abdominal para melhor sustentação da lombar. O amigo que a indicou era o marido dela e me dizia que ela levava muito a sério os estudos de medicina chinesa, tomava chá, tinha uma alimentação muito natural e praticava a meditação, mas nada disso fazia parte do tratamento, era só a acupuntura mesmo. Por um tempo, a estratégia funcionou, até eu aparecer no consultório dela com a primeira crise de ciático, quando a dor passou a irradiar fortemente para a perna. Ela me dizia que eu estava com um desequilíbrio, porém aquelas sessões de acupuntura de nada resolviam o problema que só se agravava.

Depois, eu desisti do tratamento com essa fisioterapeuta, mas eu acho que foi importante a experiência que eu tive com ela, porque funcionou bem por um tempo e serviu de referência para que eu entendesse que acupuntura de qualidade estava associada ao conhecimento e práticas da medicina chinesa.

Cheguei a ser hospitalizado em 2009 para fazer uma punção (infiltração na hérnia), que também nada resolveu. O pós-operatório foi muito complicado, parei de mancar, mas a minha lombar ficou rígida como uma pedra e a recuperação levou mais de um mês, tomando muitos remédios que só disfarçavam a dor e tinham efeitos colaterais, o quadro não se estabilizava.

Logo em seguida, antes mesmo de estar completamente recuperado, fui acometido de uma forte dor no ombro direito com irradiação para o braço, que comecei a sentir quando estava em casa, deitado na cama trocando o canal de TV. Por incrível que pareça, o médico que cuidou da lombar não conseguia diagnosticar a causa desse problema, então tive que mudar de médico novamente.

Finalmente, com esse outro médico tive um diagnóstico completo. A causa da dor no ombro era uma bursite causada por uma lesão no manguito rotador, para as outras dores que não tinham explicacao ele fez o diagnóstico clinico da síndrome miofascial (dores músculo esqueléticas) com o agravante da hernia de disco. Então, fiz um tratamento bastante intensivo, com quase um ano de fisioterapia (no inicio acompanhada de analgesia através de remédios), RPG, quiropraxia e exercícios de fortalecimento para ombro e costas.

Fiquei relativamente satisfeito com os resultados para o ombro e o ciático (que apresentou recaídas, mas se recuperou), porem a lombar ainda incomodava muito. Mesmo assim, o médico me deu alta e, de certa forma, me desenganou dizendo que eu não iria me livrar da dor na lombar por conta da hérnia, mas me receitou um remédio para eu tomar sempre que sentisse muita dor. Às vezes, eu tomava esse remédio, principalmente, quando a dor me incomodava a ponto de não me deixar dormir, em contra partida, como efeito colateral, eu ficava muito sonolento no dia seguinte.

Em 2011 surgiu uma crise menos agressiva, só que mais prolongada com dores na lombar e ciático novamente. Não conseguia, por exemplo, dirigir por muito tempo, me via forçado a passar a direção para a minha esposa quando a dor aumentava muito e só conseguia trabalhar a base de remédios (relaxante muscular e anti-inflamatório). E, dessa vez, a dor veio com um novo componente: uma baixa energética que eu não conseguia explicar, eu pensava que era um desânimo natural pela recorrência do problema.

Não suportava mais aquela situação, fiquei deprimido e engordei 5 Kg. Já estava disposto a procurar um especialista em cirurgia de coluna, inclusive, tinha visto, no Jornal da Band, uma cirurgia de hérnia de disco com radiofrequência que tinha acabado de chegar ao Brasil, pouco invasiva e promissora, embora muito cara, de acordo com as informações da reportagem.

Antes de buscar pela cirurgia, tive a ideia de primeiro procurar outro terapeuta de medicina chinesa, para pelo menos conseguir um pouco de melhora e tomar uma decisão mais consciente.

Então, resolvi pesquisar na Internet e encontrei o site do Centro Taoista, achei interessante o conteúdo, principalmente os depoimentos, e resolvi marcar uma consulta.

Logo após a primeira sessão de acupuntura, me surpreendi muito com o resultado, a dor na lombar foi reduzida em 90% e a dor do ciático desapareceu, nunca mais irradiou para a perna.

Resultado semelhante eu só havia experimentado tomando aqueles remédios controlados, que eu já relatei. Mas, com a vantagem de que a acupuntura não me causa nenhum desconforto, muito pelo contrário, me sinto mais saudável em todos os aspectos, inclusive no emocional, passei a ficar menos irritado no ambiente de trabalho e à noite durmo melhor.

O componente energético também foi reestabelecido, o Prof. Tsai me explicou que, de acordo com a medicina chinesa, era justamente o contrário do que eu pensava: a baixa energética não era consequência da dor, mas era a causa.

Conheci muitos acupunturistas, medicos e nao medicos, mas, dentre eles, posso certificar que somente o Prof. Tsai emprega em seu método de tratamento todos os aspectos da medicina chinesa: a acupuntura, os cuidados com a alimentação, a fitoterapia (chá), a meditação e o tai chi. Tudo explicado de uma forma fácil para qualquer um entender e praticar, visando sempre o equilíbrio energético.

É impressionante a técnica ímpar de acupuntura que ele desenvolveu, com apenas uma sessão a musculatura contraída da lombar misteriosamente relaxa e volta ao normal, sem aplicar nenhuma agulha nas minhas costas, apenas em pontos que aparentemente não têm nenhuma relação com as dores.

Acho também importante relatar que muitos acuputuristas com quem me tratei costumavam me machucar e deixavam roxo o local onde aplicavam as agulhas, mas com o Prof. Tsai eu nunca tive problemas desse tipo.

No aspecto peso, eu confesso que me orgulho de ter conseguido perder 20 kg sozinho com dieta e academia, mas, confesso também que além do desgaste físico, a dificuldade maior era a de manter o peso e isso eu não estava conseguindo. Bastava sair de férias ou, por qualquer outro motivo, passar por um período mais prolongado longe da academia que, novamente, eu voltava a engordar. Meu peso na época variava muito, entre 77 kg e 85 kg, o conhecido efeito sanfona. Mas, depois que comecei a fazer a acupuntura no Centro Taoista, seguir algumas recomendações de alimentação e tomar chá, perdi 5 Kg em apenas 2 meses. E, o principal de tudo, já faz 2 anos que estou mantendo o mesmo peso, 76 Kg. Acabou o efeito sanfona e o descontrole, que hoje percebo que existia, de, às vezes, comer por ansiedade.

Eu confio muito no trabalho do Prof. Tsai e sou muito grato pelo conhecimento que ele compartilha. Mas, sei que tenho muito que evoluir e continuar com o tratamento sem interrupções para manter o que foi conquistado e conseguir avançar, porque o ano de 2012 foi muito bom para mim em todos os aspectos, mas, infelizmente, desenvolvi um quadro recente de cervicalgia, dores no pescoço que têm me prejudicado muito, principalmente no trabalho. O ortopedista me falou que é comum pacientes que tiveram problemas no ombro passarem a ter dores no pescoço devido a lesões causadas pelo mesmo desequilíbrio muscular. Não pretendo discordar do médico e nem deixar de fazer a fisioterapia, acredito que os tratamentos possam se complementar, estou otimista e espero voltar a escrever em breve sobre a evolução desse quadro.

28/08/2013    Djalma Rosa dos Santos Filho

E-Mail: drsantosfilho@gmail.com

Ver outros depoimentos:

http://www.centrotaoista.com.br/ver_depoimento.php?cat=acupuntura