DOR NA COSTA, QUEDA DE CABELO, MENSTRUAÇÃO IRREGULAR, CISTO, GASTRITE AGUDA, CALÁZIO, BRUXISMO, CANSAÇO E ETC.

marcella-02-ok

Foi por sentir dor nas costas que encontrei o Centro Taoísta. Fiz a primeira sessão de acupuntura em abril de 2016, quando estava começando em um novo trabalho. Seria um projeto muito longo, corrido e com muita responsabilidade, então logo previ que poderia ser difícil se eu não me cuidasse. Já tive períodos nos anos anteriores em que só conseguia sair da cama rolando e meu pescoço estava sempre tão tenso que já havia me acostumado com os torcicolos frequentes.

 

A dor nas costas era o ponto mais crítico, mas no meu pacote ainda vinha queda de cabelo (cheguei a ficar com falhas na cabeça e não houve tratamento que funcionasse), menstruação irregular (tenho pequenos cistos), uma gastrite aguda (que foi curada anteriormente), calázios (cheguei a ter 3 ao mesmo tempo) e dentes trincados por causa do bruxismo.

 

Ainda assim eu continuava priorizando o trabalho. Minha família havia passado por alguns problemas e na minha cabeça eu conseguiria resolver tudo sozinha. Então tudo isso foi acumulando em parte por uma vontade de melhorar as coisas em casa, e em parte porque eu gosto muito do que faço. Além do volume grande de trabalho eu inventava mais atividades para fazer, ficando sempre sobrecarregada.

 

Saí da primeira sessão de acupuntura desnorteada. O Professor percebeu uma fraqueza nos meus rins e eu não esperava que a massagem fosse daquele jeito. A aplicação das agulhas foi bem tranquila, só senti uma pressão nos pontos em que foram inseridas. Mas a massagem, gente! Foi como faquinhas entrando nos meus braços e pernas. O Professor me explicou que a dor era sinal de bloqueio e conforme eu fosse melhorando ela passaria. No fim da sessão era como se algo dentro de mim tivesse sido chacoalhado várias vezes. Lembro de ir para o carro depois meio zureta mas bem aliviada. Que misto de sensações!

 

Senti muito sono nos dias seguintes às primeiras sessões. Eu estava acostumada a ir dormir muito tarde. Já teve época em que eu trabalhava de manhã em casa, ia para o trabalho, voltava e continuava trabalhando até de madrugada. Escrevendo isso agora percebo a minha falta de noção. Depois da acupuntura, mesmo se eu quisesse ficar trabalhando até de madrugada eu não conseguia ficar acordada. Meu corpo começava a desligar e eu resolvi não lutar contra o que ele estava dizendo. Dormi muito pelas próximas semanas, tive que reajustar várias atividades por causa do sono que sentia e isso me fez rever minhas prioridades.

 

Quebrar esse ciclo intenso de trabalho/preocupações não foi fácil (e ainda não é) porque é a forma que estou acostumada a viver há muitos anos. Mas aos poucos tenho conseguido diminuir o ritmo e mudar alguns hábitos. Eu ficava esperando o momento ideal: “Quando eu terminar isso, vou descansar”. “Assim que tiver tudo certo, eu posso fazer algo que eu quero”. Coisas assim. Mas a ideia é ir mudando de pouquinho em pouquinho a partir de agora, porque esse momento ideal dificilmente vai chegar um dia. Isso eu comecei a entender melhor com a acupuntura e o Tai Chi.

 

Tanto a acupuntura quanto o Tai Chi não são atividades passivas. Apesar dos benefícios imediatos de uma sessão serem perceptíveis, a melhora real só acontece quando a gente realmente se predispõe a colaborar. Aprender a descansar, se alimentar melhor e a respeitar os limites do corpo é muito importante.

 

No meu caso, eu melhorei bastante em muitos aspectos com a acupuntura. Meu cabelo ficou mais cheio, a menstruação ficou regulada pela primeira vez na vida, os calázios diminuiram. Passei o ano inteiro sem que minhas costas travassem e não tive nenhum torcicolo. A massagem das faquinhas realmente ficou menos dolorosa. Com menos dor no dia a dia, também fui ficando mais disposta. É uma vitória!

 

Mas tiveram momentos em que abusei um pouco e foram nessas horas que eu voltava a sentir alguma dor. É muito interessante como a acupuntura aumenta nossa sensibilidade para perceber as mudanças do corpo e começamos a assumir a responsabilidade sobre elas. É um estado de atenção constante.

 

Comecei 2016 fazendo duas sessões de acupuntura por semana e fui diminuindo. Hoje estou fazendo uma vez por mês e o Tai Chi uma vez por semana. Continuo tomando o chá e me alimentando bem. Eu ainda estou aprendendo a descansar, consciente de que um hábito de quase 10 anos pode demorar para ser mudado. Mas seguindo firme e constante, sei que uma hora eu consigo!

17/01/2017 Marcella Tamayo

E-Mail: marcella.tamayo@gmail.com

Veja meu depoimento de Tai Chi no Centro Taoísta

www.centrotaoista.com.br

Anúncios

DESLOCAMENTO NO MAXILAR, BRUXISMO, SINUSITE, ESTRESSE, DESVIO DO SEPTO BILATERAL, ALERGIA, ESPINHAS NO ROSTO, INSÔNIA E ETC.

adreia01  adreia02

Meu nome é Andreia Amaral Sousa, sou profª de Química e de Ciências, conheci o Centro Taoísta de Cultivo à Longevidade por intermédio de uma amiga (Teresa Cristina Diniz), que tive o prazer de ver com meus próprios olhos as melhoras em sua saúde proporcionadas graças às sessões de acupuntura e as aulas de Tai Chi.

Agora tenho a honra de compartilhar um pouco da minha história… Há uns dois anos, tive um deslocamento no maxilar provocado por bruxismo, que no início só ocorria às noites após o dia estressante de trabalho em duas escolas, porém as dores começaram a se manifestar durante o dia e muitas vezes me pegava com o maxilar travado durante as aulas por conta do nervoso provocado pelos alunos, de repente no meio do mês de agosto de 2014 ao tentar morder uma batata cozida meu maxilar deslocou – a dor foi terrível – e a partir daí precisei procurar ajuda de um buco maxilo, que a princípio me proibiu de comer qualquer coisa sólida ( tive que me adaptar a comer sopa e papinhas), assim como era de se esperar, minha saúde foi ficando cada vez pior, emagreci muito, perdi minha qualidade de sono, as dores de cabeça eram constantes (me tornei a maior consumidora de Advil) e a medicação que foi receitada já não fazia muito efeito, o buco maxilo já falava em cirurgia, fiquei apavorada!

Não bastasse tudo isso, começaram a surgir várias crises de sinusite e minha pele começou a apresentar as sequelas desse quadro de falta de saúde. Precisei procurar uma dermatologista, esta por sua vez, após uma consulta recomendou que não usasse mais produtos cosméticos e tomasse uma certa medicação, porém não melhorei e voltei ao consultório, dessa vez fiquei muito surpresa pois ela disse que meu problema de pele era devido à sinusite (achei estranho pois o que tem a ver a pele com a sinusite) fui encaminhada a uma otorrinolaringologista que logo de cara falou que eu era muito alérgica e me pediu um exame chamado nasofibroscopia o resultado?: Desvio do septo bilateral.

Fiquei preocupada, pois já vinha protelando uma cirurgia do maxilar e agora aparecia uma possibilidade de ter que operar o septo?

Nesse meio tempo a Teresa que acompanhava o desenrolar dessa trajetória de doenças (pois trabalhamos na mesma escola) sugeriu que eu fizesse a acupuntura, lógico que muitas vezes me esquivei do convite pois não acreditava muito nesse tipo de tratamento, mas a essa altura do campeonato estava aceitando qualquer tipo de ajuda).

No dia 08/ 07/16 comecei meu tratamento com o Profº Tsai – fiquei espantada a princípio com a surra que ele me deu (faz parte do tratamento uma massagem básica), mas nesse dia minha maior surpresa foi perceber que eu sai de lá respirando pelo nariz ( há anos não sabia o que era isso – aliás acho que nos meus 37 anos de vida nunca soube, pois desde pequena frequento consultórios médicos de otorrinolaringologistas, inclusive aos 8 anos de idade fiz uma cirurgia de adenoide e extração das amigdalas graças às inúmeras infecções que tive quando criança).

Hoje completo minha 10ª sessão de acupuntura, agora acompanhada de aulas de Tai Chi e percebo que valeu muito a pena mudar meus pensamentos e aceitar que algo que não vemos (a energia) é tudo para termos qualidade de vida.

Muitas vezes me pego lendo os resumos comentados dos capítulos do Tao Te Ching e os depoimentos de várias pessoas que já passaram por situações iguais ou piores que a minha e melhoraram e sinto uma imensa gratidão por poder ter a oportunidade de levar as “surras” do Profº Tsai, por frequentar as aulas de Tai Chi ministradas pela atenciosa e dedicada profª Flavia e por ter uma amiga insistente (Teresa) e aos novos amigos que fiz nesse ambiente tão mágico, pois graças a todos eles hoje posso dizer que me sinto no caminho certo, no lugar certo, estou em busca de melhoria de qualidade de vida e isso só foi e está sendo possível graças a essas pessoas tão especiais. Inclusive quero registrar que não tomei mais nenhum medicamento desde a minha primeira sessão e hoje em dia percebo que tenho mais calma nas atividades do dia a dia, a melhora aconteceu em vários aspectos da minha vida, tanto físicos quanto emocionais.

Como não poderia ser diferente, espero que esse relato sirva de incentivo para outras pessoas, que assim como eu precisam de ajuda, que deem o primeiro passo e uma chance para o novo, o desconhecido, porém precisam ter em mente que levamos anos para destruir nosso corpo, então devemos ter paciência e dedicação para aprendermos a cuidar dele de forma correta, para aprendermos a trabalhar com essa essência que possuímos dentro de nós e que não nos ensinaram a usar chamada Energia e como brinde ganhamos o bônus de conhecer e apreciar mais profundamente os benefícios da filosofia Taoísta.

Obrigada do fundo do coração Profº Tsai, Profª Flavia e amigos do Centro Taoísta de Cultivo à Longevidade.

17/09/2016  Andreia Amaral

E-Mail: aasquimika@yahoo.com.br

http://www.centrotaoista.com.br

INFECÇÕES URINÁRIAS, CISTITE, SÍNDROME DO PÂNICO, DORES CERVICAIS, BRUXISMO, ENXAQUECA E ETC.

falvia

Eu conheci o Centro Taoísta e o Professor Tsai um ano atrás, quando eu sofria com muitas dores cervicais e enxaquecas. Sou bailarina e professora de pilates, e carregava comigo a ilusão de já ter conhecimentos suficientes sobre o corpo. Na época eu estava num projeto de dança bastante agressivo, e o Professor Tsai me alertou que no começo seria difícil, mas que eu precisava ser persistente para passar a fase inicial do tratamento e depois melhorar. A dor e o cansaço que eu sentia eram sinais do quanto a minha energia não estava bem. Mas eu não estava aberta para aprender, não conseguia entender o que era essa energia, e desisti.

Um ano depois, eu tive uma série de infecções urinárias. Foram três meses de antibióticos, até que se esgotaram as opções de remédios disponíveis no mercado, e meu corpo ainda não tinha reagido. Junto com as infecções, vieram crises de pânico muito difíceis. Eu tinha muito medo de ter alguma doença séria, e tudo isso estava me atrapalhando demais para viver normalmente. Até que um dia eu faltei ao trabalho e fui para casa da minha mãe, chorando, pedir ajuda. Ela (que já segue o caminho do Tao há algum tempo) me levou de volta ao Professor Tsai.

Na primeira sessão eu senti muita dor, chorei muito, e adormeci. Segui na acupuntura duas vezes por semana, e fui sentindo o progresso. Dessa vez eu estava muito mais disponível para o tratamento, e comecei enfim a melhorar. Há pouco tempo iniciei também a prática do Tai Chi e a meditação, e eu já posso sentir os benefícios mesmo nesses primeiros passos. Estou sem remédios, e não tive mais nenhuma crise de pânico. Consigo relaxar durante as sessões de acupuntura, sinto necessidade de praticar o Tai Chi – porque me traz bem estar – e não tenho mais as dores cervicais nem as enxaquecas que eu sentia um ano atrás.

Tem vezes que as sessões são um pouco mais doloridas, e outras menos. Isso faz parte do processo. Esse caminho faz muito mais sentido do que camuflar qualquer dor imediatamente com um remédio. É difícil se desprender dessa cultura imediatista em que somos criados, mas enfrentar a dor é um caminho para a cura. Esconder a dor, não.

Eu me sinto muito grata ao Professor Tsai, por estar me mostrando esse caminho. Sinto que a minha dança, meu trabalho, meu corpo, tudo irá se transformar e progredir muito agora que essa porta se abriu. Um ano atrás, quando eu desisti do tratamento, eu estava com a mente muito cheia de “verdades absolutas”, e para caber novas lições a gente precisa ter algum espaço vazio (e o coração aberto para receber).

Estou encontrando uma nova maneira de me relacionar com o corpo, em busca de um equilíbrio energético que nenhum livro de anatomia ocidental iria me apresentar, e me sinto muito feliz iniciando essa busca.

Muito muito muito obrigada, de coração.

 
 
 

 

English version:

URINARY TRACT INFECTIONS, CYSTITIS, PANIC DISORDER, CERVICAL PAINS, BRUXISM, MIGRAINE AND ETC.

I met Taoist Center and Professor Tsai a year ago, when I suffered from many cervical and migraines. I am a dancer and Pilates teacher, and carried with me the illusion already have enough knowledge about the body. At the time I was in a very aggressive dance project, and Professor Tsai warned me that it would be difficult at first, but I had to be persistent to get past the initial phase of treatment and then improve. Pain and fatigue that I felt were signs of how my energy was not right. But I was not open to learning, I could not understand what it was that energy, and gave up.
 
A year later, I had a number of urinary infections. There were three months of antibiotics until they exhausted the remedies available options in the market, and my body had not yet reacted. Along with the infections came very difficult panic attacks. I was really afraid of having a serious illness, and all this was too disturbing me to live normally. Until one day I missed the work and went to my mother’s house, crying for help. She (it already follows the path of Tao for some time) took me back to Professor Tsai.
 
In the first session I felt a lot of pain, I cried a lot, and fell asleep. Followed in acupuncture twice a week, and I was feeling progress. This time I was much more available for treatment, and finally began to improve. Recently also started the practice of Tai Chi and meditation, and I can already feel the benefits even in these early stages. I am without medicine, and no longer had any panic attack. I can relax during acupuncture sessions, I need to practice Tai Chi – because it brings me well-being – and I do not have cervical pain or migraines I felt a year ago.
 
There are times when the sessions are a little sore, and others less. This is part of the process. This path makes much more sense than camouflage any pain immediately with a remedy. It’s hard to give off this immediacy culture in which we are created, but face the pain is a path to healing. Hide the pain, not.
 
I feel very grateful to Professor Tsai, to be showing me this way. I feel that my dance, my job, my body, everything will change and progress much now that this door opened. A year ago, when I gave up the treatment, it was very mind full of “absolute truths”, and to fit new lessons we need to have some empty space (and an open heart to receive).
 
I’m finding a new way to relate to the body in search of an energy balance that no Western anatomy book would present me, and I feel very happy starting this quest.

 

 
Very much thank you from the heart.

 

See other testimonials:

http://www.centrotaoista.com.br/depoimentos-acupuntura

 

cistite

NUNCA É TARDE MAS QUANTO ANTES MELHOR – INSÔNIA, BRUXISMO, CANSAÇO, BAIXA AUTO ESTIMA, FALTA DE CONCENTRAÇÃO, DEPRESSÃO, ANSIEDADE E ETC.

familia OK

A família inteira faz o tratamento com Prof. Tsai

 

Até 3 semanas atrás eu pensava estar fazendo tudo certo para cuidar da minha saúde e descobri que estava fazendo exatamente o oposto, ou seja, tudo errado. Remédios para dormir, mais remédios para acordar, falta de disposição durante todo o dia, mais remédio para não dormir no trabalho e o período em que eu finalmente dormiria, passava a noite com bruxismo, o que me despertava várias vezes durante a noite, conclusão, desenvolvi depressão, ansiedade, falta de sono ou muito,, baixa auto estima, falta de concentração e um cansaço físico e mental incompatíveis com minhas poucas atividades diárias. Até que um dia, meu marido iniciou Acupuntura e Tai Chi no Centro Taoísta e começou a esbanjar saúde, disposição e muita criatividade. Honestamente, eu não tinha a menor capacidade de sair da cama num sábado às 6:30 para cuidar da minha saúde e protelei bastante este encontro com meu verdadeiro eu. Até que um dia, (vencida pela exaustão) decidi ir com meu marido ao centro Taoísta. Esse primeiro passo (tenho certeza) salvou minha vida. Além de dormir a noite toda, acordo descansada e disposta para o trabalho, a ansiedade que tanto prejudicava meu desempenho no trabalho foi reduzida de forma surreal e na sexta-feira última, fui promovida ( o que estava para acontecrt Minha energia entrou numa outra vibração e percebo que que a cada dia minha saúde está entrando numa vibração em que o Amar ao próximo também é compartilhar boas experiências.

11/12/2015 Priscilla Tanaka

E-Mail: priscillacasi@yahoo.com.br

priscilla

Ver outros depoimentos:

http://www.centrotaoista.com.br/depoimentos-acupuntura

 English Version:

Until three weeks ago I thought I was doing everything right to take care of my health and I found I was doing exactly the opposite, that is all wrong. pills to Sleep, remedies to wake up, lack of energy all the day, trying to keep awake during the job and at the night when I finally to to sleep, I spent the night with bruxism, which woke me up several times during the night, conclusion I developed depression, anxiety, insomnia, low self-esteem, lack of concentration and physical and mental fatigue incompatible with my few daily activities. Until one day, my husband started acupuncture and Tai Chi in Taoist Center and began to squander health, mood and creativity. Honestly, I had no ability to get out of bed on a Saturday at 6:30 to take care of my health and well stalled this meeting with my true self. Until one day, (overcome by exhaustion) I decided to go with my husband to the Taoist center. This first step (I’m sure) saved my life. In addition to sleep through the night, rested agreement and willing to work, the anxiety that so hurt my performance at work was reduced from surreal manner and on Friday last, I was promoted (what was going to happen My energy went into another vibration and I realize that every day my health  is getting a better vibration so I’d like to share this good experiences with everyone.

Depoimento de: Alessandra Bellan – Diabetes, obesidade, tabagismo, bruxismo, irritabilidade, queda de cabelo, insônia, estresse e etc.

bruxismoHá algum tempo me sentia totalmente estressada. Qualquer coisa me deixava muito irritada. Nunca tinha energia para nada, não sentia vontade de sair de casa. O pior de tudo é que eu achava normal me sentir assim. Achava que era da minha personalidade ser irritada.

Recebi aos 28 anos um diagnóstico de diabetes tipo 2. Minha glicemia estava totalmente descontrolada, eu estava acima do peso, não fazia exercícios, fumava meio maço de cigarros por dia. Meus cabelos começaram a cair e eu estava com a musculatura do pescoço toda travada por causa de bruxismo.  

Meu marido recebeu a indicação do Centro Taoísta por meio de um colega de trabalho. Eu estava um pouco resistente no começo, mas decidi iniciar o tratamento com o professor Tsai.

Nas primeiras sessões já notei que estava me controlando melhor. Já não ficava irritada com tanta facilidade. A musculatura do meu pescoço começou a ficar mais relaxada. Continuei com o tratamento e fui notando que me sentia muito melhor. Meu nível de energia aumentou. Comecei a fazer caminhadas e consegui perder peso. Parei de fumar. Meu cabelo parou de cair. Senti que passei por uma profunda transformação. Percebo principalmente no trânsito que não me irrito mais tão facilmente.

Não acredito mais que ser irritada ou estressada faça parte da personalidade de alguém. Eu estava vivendo muito mal e pensando que era normal viver daquele jeito. Acredito que todos deviam fazer acupuntura para a energia bloqueada circular. Todos deviam começar a notar os sinais que o corpo manda. Falta de energia, insônia, irritação, nada disso é natural. 

05/05/2013   Alessandra Bellan

E-Mail: alebellan@gmail.com

SINAIS DE ERRO NO NOSSO CORPO

images-1

É curioso perceber, após anos na carreira de acupunturista, que a maioria das pessoas não percebe e desconhece as mensagens energéticas emitidas pelo nosso corpo como se ele estivesse dando “sinais de erro”.

“ Vários sintomas manifestados num paciente como enxaqueca, cansaço, ansiedade, dores, cólica, etc , muitas vezes resumem-se apenas em desequilíbrio de Chi ( energia)”

Tais sinais como dor de cabeça, sentir a boca amarga, fraqueza, palidez, manchas nas pernas, olheiras e muitos outros sintomas na verdade estão nos alertando, nos avisando, emitindo sinais de perigo antes que o corpo fique doente fisicamente. Este alerta é realizado através dessas “manifestações energéticas”, antes que os problemas de saúde cheguem ao estágio físico. Se pensarmos bem, com um pouco de bom senso, é maravilhoso e fantástico o que este corpo é capaz de fazer para nos prevenir dos problemas de saúde.

Porém, infelizmente, o que ocorre na verdade é basicamente o contrário. Hoje a maioria das pessoas quando sente indisposição, normalmente toma remédios para amenizar os sintomas, ou faz cirurgias para “eliminar” determinado problema.

Acredito que muitas pessoas já passaram por experiências semelhantes. Tomar remédios reduz temporariamente os sintomas, e as cirurgias geralmente resolvem um problema para às vezes gerar outro talvez ainda pior…
Por quê? Podemos falar sobre isso em duas partes. Primeiro, as pessoas normalmente agem de forma imediatista e, segundo, a medicina convencional adotada hoje normalmente trata os problemas de saúde já no estágio físico (males já constatados através de exames).
Ou seja, os pacientes já estão no ciclo patológico, assim, dificultando a realização daquilo que chamamos de “medicina preventiva”.

“O Chi ( energia) une o corpo e a alma: o bem estar físico está intimamente ligado com o bem estar emocional e vice-versa. Por isso, ao cuidar energeticamente um paciente através de acupuntura, além da melhora física, sempre há também melhora na parte emocional (ansiedade, tristeza, medo, etc)”
O interessante da acupuntura é o tratamento feito na base de equilíbrio energético. A medicina tradicional chinesa considera o corpo humano como um todo. Por exemplo: um fortalecimento no baço poderia ajudar muito uma tosse que levou meses para melhorar; o desbloqueio no meridiano do intestino grosso e do baço pode ajudar a clarear manchas nas pernas; tonificar a energia de forma adequada poderia ajudar na cicatrização de pernas que demorou meses para cicatrizar.
Podemos ver alguns exemplos através seguintes depoimentos de pacientes:

1-Depoimento de: Diva Maria Legnaioli – calor da menopausa, insônia, dor na coluna cervical, intestino preso, ansiedade, artrite e etc.:

http://www.centrotaoista.com.br/ver_depo.php?depo=177

2- Depoimento de: Solange – Braga Imóveis ( Ibiúna) – Dor de cabeça há mais de 35 anos e etc.:

http://www.centrotaoista.com.br/ver_depo.php?depo=175

E muitos outros depoimentos que podem ser encontrados neste link:
http://www.centrotaoista.com.br/ver_depoimento.php?cat=acupuntura

É muito importante que as pessoas tenham em mente que acupuntura é um tratamento baseado em equilíbrio energético, e ainda mais, é um processo natural: do jeito que

problema vem, ele vai embora da mesma forma.

Se você está querendo procurar a ajuda através de acupuntura, primeiro, precisa entender que o imediatismo é uma das causas principais do porquê se está doente. É este mesmo imediatismo que vai gerando ansiedade, nervosismo e etc, assim, causando problemas inicialmente nos meridianos e futuramente nos órgãos.

Isso também tem outro significado importante que merece comentário: mesmo que o paciente melhore através do tratamento de acupuntura, ele precisa seguir as orientações e ter disciplina para evitar comportamentos que causem energias negativas, ou mesmo, organizar de forma mais equilibrada o seu trabalho para que não sofra com o que normalmente é chamado de stress. A pessoa pode, talvez em questão de dias ou semanas, perceber que todos aqueles sintomas negativos estão de volta novamente.

Podemos concluir então, que o tratamento de acupuntura é um processo energético, lembrando que ele não age como um remédio analgésico (de efeito temporário).

Nesse processo é necessário o paciente entender por que os sintomas estão se manifestando ( pois o fator emocional pode causar males físicos). E é preciso ter cuidado monitorando os próprios comportamentos para não causar novamente estes bloqueios. Este é um dos fatores mais importantes que ameaçam a saúde.

Por isso, normalmente aconselho aos pacientes que, após a melhora, façam aulas de Tai Chi , Meditação Taoísta e Chi Kung que são práticas que o próprio paciente pode fazer para melhorar ou restaurar sua energia através desse treinos energéticos taoistas milenares

Seguem alguns depoimentos sobre a prática de Tai Chi, Meditação Taoísta e Chi Kung: 

Depoimento de: Joji Toyama – Depoimento – Minha Experiência de Acupuntura, Tai Chi e
Meditação no Centro Taoista…:

1-http://www.centrotaoista.com.br/ver_depo.php?depo=170

Depoimento de: Márcia Midori Ohta – psoríase crônica na região de Abdômen, olhos e rosto vermelhados, estresse e etc.:

2- http://www.centrotaoista.com.br/ver_depo.php?depo=125

Muitos outros depoimentos dos benefícios destas práticas se encontram neste link:

http://www.centrotaoista.com.br/ver_depoimento.php?cat=taichi

Por outro lado, nada cai do céu. É necessário a dedicação e a disciplina, fazendo treinos regularmente para que possamos realmente conquistar saúde e longevidade.