Relato do Tao Te Ching . Capítulo 69. Aula de Tai Chi – 24/10/2015

acresentado o relato da Betânia!

Centro Taoísta de Cultivo da Longevidade

P1050166

Capítulo 69

Livros como A arte da guerra valorizam uma posição ativa diante da vida; defendem que o ser humano deve tomar a iniciativa.  Ao contrário, o capítulo 69 nos fala que para “vencer” devemos ser receptivos; eu não posso evitar o ataque, mas posso me desviar; em vez de avançar um milímetro posso me desviar um milímetro. A lição extraída deste capítulo é a não ação; é a valorização de uma postura mais receptiva – como o próprio tai chi, que utiliza a força da agressão para desviar-se dela.

Na guerra, o sentimento de vaidade dos oponentes se revela como um dos principais erros. A vaidade nos faz perder o principal tesouro: o eixo. No treino de energia, o TAO nos mostra a importância do equilíbrio. Sem usar armas, sem desprezar o “inimigo”, sem avançar para lutar, sem perder o tesouro. Uma bela alegoria de como devemos levar a…

Ver o post original 607 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s