Relato do Tao Te Ching . Capítulo 71 . Aula de Tai Chi – 14/11/2015

Laotzu-with-disciple

Capítulo 71

 

Como lidar com os nossos defeitos

 

Reconhecer a própria ignorância é ter a convicção que não sabemos de tudo. Mais do que isso…é levar o autoconhecimento a um estágio elevado, reconhecendo as próprias fragilidades de entendimento. Professor Tsai acrescenta que “não saber (ignorar) o que não sabe, pode gerar problemas de saúde”. É muito perigoso – diz o professor – achar que sabemos quando, na verdade, o conhecimento que temos é limitado. A honestidade de reconhecer a limitação de conhecimento é essencial para o treino de energia. Somente quando reconhecemos os nossos defeitos (limitações), podemos combatê-los com eficiência.

 

Os santos – registra o capítulo – têm a coragem de reconhecer os próprios defeitos. Por isso, reconhecem também a grandeza do TAO. Uma forma de melhorar, de crescer é exatamente corrigir os defeitos detectados  e reconhecidos. A porta de entrada do TAO para o praticante é essa coragem de ser humilde.

 

22/01/2016 Betânia da Silva Lins

E-Mail: betania.lins@printeccomunicacao.com.br

*Texto elaborado por aluna:Betânia da Silva Lins

http://www.centrotaoista.com.br

 

 

______________________________________________________

“Sem doenças, problemas ou defeitos”

 

Saber que não se sabe, reconhecer aquilo que não se conhece ou estar consciente de sua ignorância é uma virtude.

 

Ao contrário, a falta de consciência sobre a própria ignorância é como uma doença. É algo negativo, ruim.

 

Portanto, quando reconhecemos nossa ignorância, nossos defeitos e nossas deficiências é algo positivo, porque nos dá a oportunidade de corrigí-los, ao passo que quando não estamos conscientes de nossos defeitos não temos como corrigí-los.

 

O sábio/praticante do Tao elimina seus defeitos e caminha rumo à perfeição, porque reconhece seus defeitos, os corrige e os elimina.

 

Praticar os exercícios de forma correta, seguindo as instruções com atenção e dedicação, além da compreensão correta dos ensinamentos de Lao Tsé, permite ao praticante se harmonizar com a natureza e com o universo em si, contribuindo com o despertar de sua sabedoria interior e de sua consciência, para que possa conectar-se com seu interior e adquirir conhecimentos lhe permitam identificar e eliminar tpds seus defeitos, contribuindo com o seu processo de cura, harmonização de suas energias e desenvolvimento espiritual.

21/11/2015   Paulo Ricardo

E-Mail:  paulobonciani@hotmail.com

http://www.centrotaoista.com.br

_____________________________________________________

Capitulo 71

Quem realmente é sábio, não se acha.

Quem se acha sábio, certamente não o é.

Somente quando reconhece sua ignorância,

O indivíduo pode livrar-se desta ilusão.

O homem santo realmente sábio, certamente não padece deste mal.

De outro modo:

A única maneira de um escravo deixar de sê-lo é reconhecendo-se como tal.

 

20/11/2015 Benedito Breve

E-Mail: breve.b@gmail.com

*Texto elaborado por aluno: Benedito Breve

http://www.centrotaoista.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s