Relato do Tao Te Ching . Capítulo 53 . Aula de Tai Chi – 23/05/2015

53

“Grande Tao”

Neste capítulo, através da prática do Tai Chi, percebemos que todos nós, de fato, sabemos que só há um caminho certo para alcançar a longevidade e nos mantermos saudáveis, tranquilos e felizes.

Para alcançar a recompensa divina de bem viver, devemos ser honestos e não cometer desvios ou tentar através de caminhos mais curtos, alcançar resultados de forma rápida, o que pode gerar perdas e danos irreparáveis.

O corpo perfeito é saudável! Ao contrário do que a mídia propaga o “bonito”: corpo malhado de forma sofrida e dolorida e os lapidados por um bisturi.

O “bonito” nos custa muito caro: base fraca, órgãos vitais enfraquecidos. Nos tornamos marionetes do perfeccionismo consumista que um dia se tornará inútil, quando dinheiro nenhum deste mundo compra a saúde de volta.

A constância e disciplina em realizar os exercícios de Tai CHi são necessárias para recuperar o equilíbrio energético. Aos poucos, fortalecemos a nossa base, reorganizamos a circulação de energia pelo corpo, eliminando os bloqueios e alterando a vibração energética.

Através da nova frequência, a meditação eleva o nível de consciência corporal e espiritual. Aos poucos, retornar ao pré-natal revigora a capacidade de estabelecer a conexão com o Céu e a Terra em qualquer momento e tempo.

Mantenham-se focados! Aos poucos, sempre conectados somos capazes de cultivar e armazenar reciclar nossa própria energia estabelecendo o equilíbrio cada vez melhor. A comprovação de que alcançamos o equilíbrio é que o corpo “fala” e elimina os excessos: quem tem sobrepeso emagrece, quem é magro ganha peso, quem é acelerado se acalma, quem é grisalho ganha cabelos escuros, quem tem acne com pele lisa, quem tem insônia dorme tranquilo … e por aí vai! São muitos os benefícios!

Seguir o Caminho plano e constante, uno com o TAO tornará a sua jornada sublime, manterá o seu jardim florido e estoque de energia sempre renovado!

30/05/2015   Marcela Kwong

E-Mail: marcela_kwong@uol.com.br

*Texto elaborado por aluna:Marcela Kwong

————————————————————————————————————————-

Capítulo 53

      O capítulo 53 nos fala em seguir o Caminho. O Prof. Tsai comparou o comportamento do povo chinês com o comportamento do povo brasileiro, dizendo que o povo brasileiro busca  atalhos  , ou seja, busca no imediatismo e na lei do pouco esforço,  trilhar um atalho que o leve  ao seu objetivo.. O povo chinês, ao contrário, segue o Caminho apontado pelo TAO, ouvindo seu Mestre e seguindo por uma estrada plana e segura.

“O Grande Caminho é bastante tranquilo / Mas os homens gostam bastante de trilhas” Lao Tse.  É fácil constatar essa posição ao observar os inúmeros obstáculos que enfrentamos em todos os setores da vida: saúde, relacionamentos, profissão e vida pessoal, enquanto seguimos teimosamente por atalhos, quando seguir o Caminho é muito mais simples e seguro.

Observemos a natureza, diz o Pro. Tsai, o leão se move lentamente , exceto quando corre em busca da caça, seus movimentos são suaves e constantes. Assim é a estrada do Caminho, suave, tranquila, segura, bem sinalizada e   não seguimos por ela. Por quê?

Na ânsia de chegar com rapidez ao seu objetivo, o homem se perde nos atalhos cheios de armadilhas e perigos , enfeitando-se e colocando-se no lugar acima dos outros, numa hierarquia baseada no poder material.

O governo de um povo deve objetivar o bem estar do seu povo e não em ostentar riqueza e poder em excessos e luxos. Na China Antiga “carregar a espada afiada”, era um sinal de superioridade física e energética.

O governo que rouba seu povo , que simbolicamente esvazia seus depósitos de alimentos e bens  em proveito próprio ,alimentando o ego , se afasta do Caminho.

Óbviamente , essa   reflexão impressiona porque descreve exatamente a condição que nosso  povo está vivenciando sob a forma de um governo corrupto e autoritário nesse momento difícil da história política e  econômica do Brasil.

Fica muito claro compreender os princípios contidos no TAO ao nos depararmos com exemplos reais extraídos do nosso cotidiano e que são levantados durante as aulas. Somando-se a essas reflexões, a prática sem a qual é impossível conhecer e vivenciar a verdade do TAO ,estaremos no Caminho.

25/05/2015   Eleonora Lucato
*Texto elaborado por aluna: Eleonora Lucato
 ————————————————————————————————————————-

“Grande Tao”

Neste capítulo do Tao Te Ching, Lao Tsé nos ensina que o caminho do Tao (O Grande Caminho) é plano, não apresenta dificuldades, é simples e tranquilo. Mas, mesmo sendo assim, muitos procuram atalhos ao tentar trilhá-lo. 

No entanto, Lao Tsé nos afirma que o caminho do Tao não tem desvios nem atalhos e que devemos percorrê-lo em sua integridade. 

O homem é quem busca encurtar este caminho e sempre se desvia dele. Dessa forma, acaba sempre aprendendo com a dor. Mas quando o homem percorre o caminho correto, sem desvios, aprende pelo amor. 

Portanto, quem segue o caminho do Tao conforme ensina Lao Tsé, não busca atalhos, não se desvia dele e aprende na base do amor, evitando as adversidades e dores dos falsos atalhos. 

O Professor Tsai complementa que o Tao é um só, sempre foi e sempre será e já foi profundamente estudado ao longo dos tempos. Portanto, não há necessidade de acharmos que podemos modificá-lo ou encurtá-lo . Agindo assim, não estaremos trilhando o Grande Caminho. 

Ele ainda explica que estes ensinamentos devem ser considerados quando fazemos nosso treino. Devemos ter a humildade de prestar atenção nos ensinamentos e buscar assimilar o verdadeiro Tai Chi e não fazer o que achamos que é o correto. Devemos sempre ter o coração aberto e receptivo para aprender. 

Na segunda parte, Lao Tsé diz que quando o governo é podre, as plantações ficam abandonadas e os armazéns vazios. Mas, mesmo assim, podemos encontrar os ricos e os governantes vestindo boas roupas e bem alimentados. E, ainda por cima, com a espada na cintura, o que denota seu poder perante o povo. 

O Professor Tsai ainda bem observa que isso acontece nos dias atuais. Portanto, mesmo sendo proferida há mais de 2500 anos, podemos facilmente concluir que mensagem de Lao Tsé é perfeitamente cabível nos dias de hoje.

Portanto, neste capítulo, aprendemos que no caminho do Tao definitivamente não há desvios nem atalhos e como muitos governos abandonam seu povo na pobreza e mesmo assim gozam de boa vida, boas vestes e boa alimentação.

25/05/2015   Paulo Ricardo

E-Mail: paulobonciani@hotmail.com

*Texto elaborado por aluno:Paulo Ricardo

http://www.centrotaoista.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s