Relato do Tao Te Ching capitulo 48 – aula de Tai Chi no dia 18/04/2015

48

TAO TE CHING Capítulo 48 Diminuir o dia.

Assim como a lua, que em suas fases nos mostra períodos de recolhimento, o nosso cotidiano deve ter, também, períodos de redução de atividade. O capítulo 48 do TAO TE CHING nos fala desse aprendizado constante de recolhimento em direção à não ação. Ir em sentido contrário ao pregado pela sociedade contemporânea, que incentiva o indivíduo a aumentar a sua atuação no mundo. A prática do TAO nos fala em reduzir; a prática externa, prega “o aumentar”: atividades, anseios, desejos, preocupações, trabalho, emoções… Praticar o TAO é praticar a redução da ação. E quando chegamos à esse estágio, não há limites. As coisas acontecem à medida que reduzimos; não quando aumentamos. TAO é não limitar a natureza e não tentar sujeitá-la à nossa vontade. De acordo com o professor Tsai, o homem está perdendo o ritmo da natureza com a pressa e a falta de paciência para compreendê-la; está perdendo o momento das coisas. Com esse comportamento desalinhado, o homem ganhou? Não. Somente perdeu… saúde, alegria, tempo, serenidade. No capítulo, Lao-Tsé lembra que aquele que governa sabiamente, constantemente não tem o que fazer, pois governa com o princípio da não ação. E, para a não ação, é preciso muito preparo. Hoje – lembra Tsai – o governo interfere em tudo. E, de acordo com os princípios de Lao-Tsé, quando há muito o que fazer, o governo não está qualificado. Na aula, professor Tsai enfatizou a importância de rever princípios e objetivos; de pensar em como compartilhar. Uma revolução do pequeno (indivíduo), para o todo (coletividade). Em uma tradução do capítulo na internet, encontrei algo interessante que fala sobre a busca pelo conhecimento, que nos dá a ideia de que algo nos é acrescentado. Na prática do TAO, todo dia algo deve ser descartado; cada vez menos o praticante precisa interferir nas coisas…até que, gradualmente, chegue à não ação. Quando nada é feito, nada é deixado por fazer. O texto mostra que o verdadeiro domínio pode ser conquistado quando deixamos as coisas seguirem o próprio caminho. Conquista não é acúmulo ou interferência. Sem dúvida, uma aula rica de significados. Um aprendizado difícil, mas essencial para o praticante.

21/04/2015 Betânia da Silva Lins

E-Mail: betania.lins@printeccomunicacao.com.br

*Texto elaborado por aluna:Betânia da Silva Lins

Anúncios

2 comentários sobre “Relato do Tao Te Ching capitulo 48 – aula de Tai Chi no dia 18/04/2015

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s