Relato do Tao Te Ching capitulo 37 – aula de Tai Chi no dia 29/11/2014

laozi001Capítulo 37

TAO TE CHING

 

Chegamos ao final do primeiro volume Tao do livro TAO TE CHING!

 

O TAO é constantemente não-ação, porém não há o que o TAO não possa fazer.

Se os reis e príncipes soubessem disso, todas as coisas ficariam na ordem certa; todas as coisas estariam perfeitamente alinhadas.

Se houver algum desalinhamento é necessário voltar à posição original. Nesse trecho, de acordo com professor Tsai, Lao-Tsé faz alusão ao balanço que fazemos, durante o exercício “abraço de árvore”, para retomarmos a posição de alinhamento correto.

O homem da lei deve saber dessa verdade e respeitar a natureza do TAO; se voltar à natureza. Nesse contexto, Lao-Tsé se refere à energia pré-natal. Ao retornar à natureza – esclarece o professor Tsai – saímos do desalinhamento em busca da serenidade.

De acordo com professor Tsai, Lao-Tsé nos dá uma dica preciosa de como resolver o problema do desalinhamento, especialmente quando há muito apego. De acordo com ele, treinar energia e compreender o TAO é buscar a serenidade via meditação. Por meio da meditação, tudo que anteriormente estava agitado volta ao estado natural. Tsai cita como exemplo um copo com água turva. Para tornar a água cristalina, basta deixar o copo em repouso; dessa forma, a sujeira vai sedimentar. O contrário – mexer a água – só a tornará mais turva.

Refletindo sobre o capítulo, acredito que a constância do treino de energia pode nos trazer o equilíbrio necessário para vivermos com qualidade. Constância, na minha percepção, está associada também a viver o presente plenamente. A preocupação com o futuro pode nos trazer angústia; a tristeza/saudade do passado pode gerar depressão. Então, a chave da constância está no presente, nas escolhas feitas e vividas plenamente no agora.

Mas, isso não significa viver de forma descomprometida, despreocupada. Ao contrário, requer um grande comprometimento para fazer boas escolhas agora; escolhas que irão refletir em um futuro tranquilo e gerar um passado com um legado adequado. Viver o presente plenamente é estar atento e fomentar a constância.

02/12/2014 Betânia da Silva Lins

E-Mail: betania.lins@printeccomunicacao.com.br

*Texto elaborado por aluna:Betânia da Silva Lins

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s