Relato do Tao Te Ching capitulo 31 – aula de Tai Chi no dia 11/10/2014

Zhzi3

Capítulo 31

Antes de abordar o capítulo 31 do Tao Te Ching, propriamente dito, o professor Tsai explicou que na China o general do lado direito está ligado à guerra, ao luto; o do lado esquerdo, à festividade, celebrações ligadas à guerra. Dito isso, ressaltou que as pessoas que lidam com a guerra não costumam ter um fim positivo.

O capítulo começa com a constatação de Lao Tsé de que a pessoa que segue o Tao não quer proximidade com a guerra; não tem interesse em guerrear. O autor não descarta a guerra – nem tampouco ignora a necessidade desta, sobretudo com finalidade de defesa. No entanto, recomenda que o soldado enfrente a guerra estoicamente, como algo que tem que ser feito; que não se vanglorie, não se alegre, não se exalte com possíveis vitórias. Ilusão, pura ilusão é acreditar que há alguma nobreza no derramamento de sangue. Não há – de acordo com Lao Tsé – ganhadores em uma guerra. 

O suposto vitorioso de um embate, também perde – e enterra – soldados. Tem, inclusive, que comunicar a morte de jovens soldados aos pais. Que vitória é possível nesse cenário? O que há para celebrar? Se há regozijo por parte de um soldado, trata-se de uma pessoa que gosta de matar; de um assassino.

Alguém correto e que segue o Tao… jamais valoriza a guerra.

Traçando um paralelo com o treino de energia, penso nas guerras que travamos diariamente. Nas irritações, nas brigas desnecessárias, nos aborrecimentos. Se entramos nessa frequência de “energia nefasta”, estamos fadados ao desequilíbrio. Mesmo que supostamente ganhamos uma discussão, perdemos. Perdemos, inclusive, energia. Perdemos equilíbrio e paz de espírito. Ou seja, as guerras cotidianas modernas – travadas no trabalho, nas ruas, na vida em sociedade – são tão inúteis quanto as que Lao Tsé se referia.

Achei um excelente capítulo, pois traz um aprendizado que podemos usar ao longo da nossa vida e na prática de energia. Tao Te Ching é um incrível manual de como viver bem, corretamente e com equilíbrio. O mais incrível é que permanece atual.

12/10/2014 Betânia da Silva Lins

E-Mail: betania.lins@printeccomunicacao.com.br

*Texto elaborado por aluna:Betânia da Silva Lins

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s