REMAR CONTRA CORRENTEZA

remar

Antes de 40 anos, de um modo geral, o nível energético do nosso corpo se encontra como se estivéssemos descendo a correnteza num barco, o que não exige muito esforço. Pois, quando jovens, a natureza nos tonifica e o corpo se restaura de uma forma eficiente. O corpo se recupera rápido depois de um esforço físico.

Por isso, podemos observar que normalmente são os jovens que gostam mais de praticar os esportes mais exigentes. Este aspecto também pode ser observado nas academias, por exemplo, pois neste período eles estão com a energia “sobrando” para gastar.

Aos poucos, conforme o avanço da idade, a energia chega no seu auge e começa a decair. Após aproximadamente meia idade em diante, a situação passa a mudar: a natureza começa a retirar nossa energia, e parece que estamos a “remar contra a correnteza”: onde parar não representa mais estacionar no mesmo lugar e sim ser levado para longe lá em baixo da correnteza.

As pessoas nessa idade que costumam praticar esportes, começam a sentir fraqueza, cansaço físico e mental, dores e indisposições diversas… podem notar que os exercícios esportivos que praticavam, não respondem mais à sua expectativa em equilibrar corpo e mente.

A razão disso, é muito simples: sua energia enfraqueceu.

É meio difícil para muitas pessoas entender ou diferenciar uma prática física de uma energética.

Gostaria de citar as experiências de alguns alunos que freqüentam aulas de Tai Chi e Meditação Taoísta para ajudar a entender esta questão:

Luiz, paciente com cerca de 40 anos, executivo de uma grande empresa, que devido ao excesso de trabalho e estresse, sentia-se muito cansado,com insônia, irritação, impaciência etc. Gostava de praticar corrida para descarregar a tensão do seu trabalho. Porém, depois de certo tempo, ele percebe que a situação foi piorando mesmo com o esporte que fazia regularmente. Procurou o tratamento com acupuntura, que começou a resolver todos os sintomas acima citados. Recomendei então a prática de Tai Chi e meditação Taoísta aqui no Centro Taoísta para poder manter a melhoria conquistada até aquele momento, e ele seguiu a recomendação.

Depois de certo tempo de prática, ele fez um depoimento muito interessante e curioso:

Quando ele começou a fazer o primeiro exercício chamado “postura de abraçar a árvore”, apesar de estar sempre praticando esporte suas pernas não aguentavam ficar curvadas por muito tempo, o que ele mesmo não esperava. Expliquei que isso representa a “fraqueza energética”, pois mesmo praticando esporte, a energia se encontrava baixa. Isso explica também a causa da insônia, fraqueza física e outras indisposições quando ele veio procurar o tratamento.

Após algumas semanas ( fazendo uma aula no sábado e treinando os exercícios energéticos todos dias), ele falou na aula que está se sentindo muito fortalecido. Inclusive, depois de correr 30 minutos não estava sentindo nenhum cansaço como ele costumava sentir antigamente.

Recentemente ele indicou uma amiga que pratica triatlo, que quando chegou para tratamento pela primeira vez, não aguentava de dor durante a terapia de Tui Na. Ela disse que já tomou todos os tipos de remédio e se sentia indisposta, ansiosa, com insônia, etc. Fez uma sessão e se recusava a voltar, devido a dor que sentiu. Luiz, com insistência de quem passou pela mesma esperiência, conseguiu convencê-la, trazendo-a para fazer a segunda sessão sob uma condição que determinei: descansar pelo menos um dia após a sessão de acupuntura.

Com isso, a melhora foi destacando cada vez que vinha fazer acupuntura. Inclusive, ela está indo para uma competição que vai ser realizada em Florianópolis na próxima semana.

Mais um caso de um outro paciente, executivo de uma empresa multi-nacional por volta de 40 anos, que costuma fazer exercícos e malhação na academia. Segundo ele, na consulta, contou que antigamente fazia exercícios e sentia-se bem, mas agora ele sentia-se com medo, angustiado, com fraqueza e insônia… como sempre, é meio difícil as pessoas entenderem por que essas práticas esportivas que ajudavam na recuperação da condição física, não ajudam mais?

Por isso, além da questão da idade, muitas vezes o excesso de trabalho e o estresse acabam enfraquecendo ainda mais nossa energia, fazendo com que não tenhamos energia suficiente nem para praticar os exercícios físicos como costumávamos fazer: é como não ter combustível para um bom funcionamento do corpo e da mente.

Este paciente após o tratamento com acupuntura e recomendação para fazer aulas de Tai Chi e Meditação aqui na escola, começou a perceber que sua energia está voltando e a confiança perante seu trabalho também voltou, graças à prática energética.

Sempre falo para meus pacientes que tenham paciência pelo menos entre 3 a 5 sessões para que “a ficha caia”, pois de um modo geral, as pessoas que costumam tomar remédios estão habituadas ao imediatismo… o remédio alivia a dor rapidamente (mesmo que este não resolva o problema pela raiz, apenas aliviando os sintomas). É por isso, que ao começar a fazer o tratamento comigo durante a terapia de Tui Na, os pacientes não conseguem entender por que dói tanto. Na verdade, o Tui Na é um processo de desbloqueio energético. Por exemplo, se temos pia ou canos entupidos, precisamos cutucar com alguma coisa para limpar a sujeira (bloqueio) que está impedindo a passagem de água (energia). Apenas jogando água certamente não conseguiremos desentupir os canos. Agora, após o processo de desentupir , com o Tui Na, entra a acupuntura para fazer circulação de energia ( jogar água depois de desentupir). Aí sim, todo o sistema volta a funcionar como deveria. Isso, explica como os tratamentos energéticos como acupuntura e Tui Na podem resolver diversos problemas de saúde como dores, insônia, cansaço, ansiedade, medo, fraqueza, emagrecimento, impotência, etc. Pois, através deste tratamento, o acupunturista consegue realinhar a energia para seu devido lugar.

Ao atingir o equilíbrio energético, o corpo automaticamente se regula, se restaura. Dessa forma a pessoa consegue sentir-se bem, dorme melhor, as dores e o inchaço nas pernas diminuem, a concentração melhora, a sensação de fome diminui, evacuação e urina aumentam, a cintura e o peso automaticamente caem e muito mais, ou seja, ao restaurar nossa energia, o resto é por conta da natureza que se regula sozinha.

Provavelmente esta seja a maior diferença da medicina tradicional chinesa em relação à medicina alopática que é dividida em especialidades como: cardiologia, dermatologia, neurologia e etc.

É muito importante que a medicina trabalhe em conjunto. Geralmente podemos classificar que problemas de saúde agudos devem ser resolvidos pela medicina alopática. Num acidente de carro, a acupuntura não teria tempo para atender o paciente; enquanto problema crônicos de saúde como, inchaço de perna, dores em gerais, impotência sexual, cansaço físico e mental, ansiedade, medo, etc. podem ter bom resultado através de acupuntura. (Uma dica: quando não se consegue detectar o problema através de exames laboratoriais, raio X e etc, é bem provável que haja origem energética).

Por isso, recomendo para as pessoas de aproximadamente meia idade em diante, que tiveram os sintomas que foram mencionados, que procurem um acupunturista qualificado para tratamento, e que pratiquem Tai Chi e Meditação para manter sua energia mais equilibrada e plena.

Depoimentos dos alunos que fazem aulas de Tai Chi Chuan, Meditação taoísta e Chi Kung aos sábados das 08:30~10:00:

http://www.centrotaoista.com.br/ver_depoimento.php?cat=taichi

                            São Paulo 08/0/42013  Prof. Tsai Shien Jong

Anúncios

Um comentário sobre “REMAR CONTRA CORRENTEZA

  1. Pingback: REMAR CONTRA CORRENTEZA | Gptw's Weblog

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s